Seu bebê precisa de estímulos

O desenvolvimento natural do seu bebê depende diretamente dos estímulos que ele recebe fase a fase do seu crescimento. O ato de agarrar, balbuciar as primeiras palavras, engatinhar, andar, as primeiras brincadeiras e rabiscos... Tudo isso encanta. Que tal estimulá-lo para que tudo aconteça da forma correta? Não sabe como? O Manual da Mamãe buscou a ajuda da pediatra Dra. Sílvia Galfi para preparar um guia de estímulo fase a fase:

Publicidade

Um mês

• Conversar e cantar músicas de ninar;

• Olhar diretamente nos seus olhos e sorri para ele;

• Mostrar objetos bem próximo ao seu olhar;

• Fazer massagens esticando suas perninhas para sair da posição fetal, abrir e fechar suas mãos e dedinhos;

• Tocar no seu corpo.

Dois meses

• Levantá-lo para que possa enxergar ao redor;

• Aproximar objetos ao seu campo de visão fará com que ele levante a cabeça para olhar;

• Instalar móbiles sobre o berço para que ele acompanhe o movimento.

Três meses

• Brincar com gestos e palavras;

• Colocar um chocalho em sua mão;

• Levá-lo para passear;

• Deixe o bebê levar a mão à boca e ofereça mordedores.

Quatro meses

• Brincar com ele;

• Imitar seus sons;

• Oferecer objetos interessantes para que ele possa tocar sentado ou deitado.

Cinco meses

• Brincar durante o banho;

• Colocar música;

• Atender aos seus ruídos e chamados, desenvolvendo sua segurança e autoestima.

Seis meses

• Colocar na sua mão alimentos a serem manuseados;

• Brincar de esconder;

• Incentivar a ficar sentado e colocar brinquedos mais distantes para estimulá-lo a se arrastar.

Sete meses

• Oferecer objetos com diferentes sonoridades;

• Deixá-lo livre para explorar seus brinquedos.

Oito meses

• Passear ao ar livre mostrando tudo ao redor;

• Continuar deixando objetos distantes para que ele se esforce em pegá-los;

• Dar segurança quando ele chora, pois começa a perceber que a mãe é uma pessoa separada dele e isso causa angústia.

Nove meses

• Explicar as tarefas a serem realizadas, como banho, troca de roupa, refeição;

• Ajudá-lo a ficar em pé para fortalecer a musculatura;

• Oferecer objetos coloridos de tamanhos e formas diferentes;

• Encorajá-lo a engatinhar.

Dez meses

• Contar histórias;

• Mostrar figuras de livros infantis;

• Oferecer brinquedos de encaixe.

Onze meses

• Montar e desmontar caixas de brinquedos;

• Deixe-o tomar a iniciativa da brincadeira favorita;

• Ficar distante e oferecer a mão como estímulo para primeiros passos.

Um ano

• Imitar o som dos bichos;

• Ficar distante e chamá-lo, estimulando o ato de andar;

• Cantar cantigas de roda.

Um ano e três meses

• Oferecer desenhos para colorir e desenhar, mesmo que sejam rabiscos;

• Deixe que coma sozinho alguns alimentos, mesmo que se suje;

• Contar histórias infantis mais variadas.

Um ano e seis meses

• Oferecer brinquedos construtivos;

• Simplesmente dispor de tempo para brincar;

• Estimular exercícios como empurrar carrinho, subir degraus.

Dois anos

• Levar a parques, zoológicos;

• Incentivar a leitura;

• Estimular que conte estórias e a representá-las;

• Pedir que comece ajudar a guardar seus brinquedos.

Dois anos e seis meses

• Ajudar a descobrir o mundo, por meio de brincadeiras, leituras e passeios.

Três anos

• Passar informações coerentes com a realidade;

• Participar de suas brincadeiras e dos personagens que cria;

• Oferecer lápis e papel;

• Brincar sempre.