Quer prevenir problemas bucais no seu filho? Saiba como
Sabe aquele seu trauma ou de um amigo próximo ao enfrentar a cadeira do dentista? Isso provavelmente ocorre hoje por causa das experiências negativas com tratamento dentário que você ou ele tiveram quando crianças, o que reflete diretamente na sua saúde bucal. Por isso, não cometa o mesmo erro com o seu filho. Permita que o primeiro contato dele com o dentista seja com o odontopediatra.“A odontopediatria tem por objetivo a prevenção, o diagnóstico, o tratamento e o controle dos problemas de saúde oral do bebê, da criança e do adolescente. É considerada uma especialidade de imensa responsabilidade e complexidade, que exige do especialista uma formação técnica e científica que deve ser, constantemente, atualizada”, pontua a odontopediatra Dra. Karla Shangela.

Publicidade

Este profissional apresenta conhecimentos sobre as diversas fases do crescimento e desenvolvimento da criança, atuando em cada uma delas, sempre respeitando a individualidade e peculiaridades de cada paciente. Atua também na prevenção e tratamento da cárie dentária, doença periodontal (problemas de gengiva), hábitos bucais (uso prolongado de mamadeira e chupeta, sucção de dedo, respiração bucal, entre outros), alterações oclusais (de mordida), dieta e higiene oral do paciente. Ele irá empenhar-se na prevenção, educação e motivação para obtenção da saúde bucal do seu pequeno paciente.

Segundo a Dra. Karla, o acompanhamento preventivo de doenças orais inicia-se com a gestante, orientando-a quanto aos cuidados com a sua saúde bucal e a do bebê que está para chegar. Depois, deve prosseguir com o acompanhamento do bebê, desde o aparecimento dos primeiros dentinhos, continuando por toda a infância, até a adolescência, fazendo com que esse paciente chegue à vida adulta com um sorriso saudável, sem medo do tratamento odontológico.

“Hábitos relacionados à saúde oral quando estabelecidos na infância são mantidos por toda a vida. Por isso, quanto mais cedo o contato com o odontopediatra, mais positiva será sua imagem, favorecendo a implantação das práticas odontológicas de forma rotineira, sem criar fobias na criança. O odontopediatra tem um papel fundamental como promotor e incentivador da tomada de decisões por parte da criança e de seus familiares, prevenindo precocemente problemas bucais relacionados a hábitos nocivos e doenças orais. Isso cria um vínculo de confiança mútua para que os ensinamentos do consultório sejam vividos no seu dia a dia para, assim, crescer saudável e feliz!”, aconselha a especialista.