Quando iniciar a higiene oral do bebê?

Mamãe, você sabia que a partir do momento em que aparecer o primeiro dentinho na boca do bebê já é hora de começar a higiene bucal? Isso mesmo. O especialista em odontopediatria e responsável pelo Ateliê Oral Kids, Dr. Gabriel Politano, explica que antes do primeiro dentinho, a limpeza não é necessária e pode, inclusive, remover o leite materno depositado na cavidade bucal, que ajuda nas defesas locais. “A partir do momento em que o primeiro dentinho aparece, deve-se, pelo menos duas vezes ao dia, escovar os dentes com pasta fluoretada com mais de 1000 ppm de flúor. Pastas de dentes com menos do que essa medida não são aceitas pelos estudos científicos atuais, mas existem no mercado brasileiro. Por isso, atenção”, destaca.

Publicidade

O flúor não é um componente maléfico para os dentes nem para o organismo se as quantidades adequadas forem seguidas: o equivalente a um grão de arroz para bebês até três anos e no tamanho de um grão de ervilha para os maiores. “Mas se for uma escolha dos pais não usar pastas com flúor, é bom que conversem com um profissional para buscar alternativas e serem orientados sobre formas auxiliares para prevenção de cárie”. A escolha da escova de dente também é importante. O Dr. Gabriel ensina que a cabeça deve permitir que as faces de todos os dentes sejam escovadas. Já as cerdas devem ser macias, lembrando que dedeiras de silicone não são tão eficientes como as escovas com cerdas de nylon ou materiais semelhantes.

Segundo o Dr. Gabriel, a escovação deve ser bem realizada, independentemente da vontade da criança. Muitos relutam quando bebês, mas essa situação vai melhorando com o tempo. Até os sete anos, a escovação diária precisa ser supervisionada ou complementada. A visita ao odontopediatra é importante para os pais conversarem sobre os hábitos de sucção, técnicas de escovação e tipos de pastas de dentes. “Os dentes também serão avaliados após uma limpeza, feita com a própria escova de dentes do bebê e uma pasta profissional, muitas vezes no colo dos pais”. O profissional só precisa remover a placa bacteriana, secar os dentes e iluminá-los para poder garantir que não haja cárie em estágios iniciais, na fase de manchas brancas. E se houver necessidade de aplicação de flúor, poderá ser feita.

As principais alterações na cavidade bucal de bebês e crianças são cárie e deformidades ósseas por hábitos de sucção. Assim, informa o Dr. Gabriel, cuidar dos dentinhos do bebê significa escová-los após as refeições principais e evitar que a criança se alimente de forma muito frequente entre as refeições. Também é importante evitar hábitos prolongados de chupeta e mamadeira. Principalmente a chupeta, que se não puder ser descartada, deve ser usada somente para dormir e ser removida até os dois anos, no máximo. “Evitar a chupeta no primeiro mês de vida é interessante para que se evite confusão de bico e não se desestimule o aleitamento materno”, aconselha.