Como se preparar para os desafios que vêm junto com a maternidade?
“Eu era uma excelente mãe até ter meus filhos!” Sempre que essa frase é mencionada, percebe-se risadas e olhares cúmplices das mães, como se elas se identificassem com a afirmação. O fato é que ser mãe é bem mais fácil na teoria do que na prática. E a dúvida que surge é: se a mãe tem tanto conhecimento e tanto amor, por que as coisas não acontecem como planejadas?“O primeiro motivo é que a maternidade tem um lado B que ninguém nos conta, mas que interfere muito na relação que criamos com nossos filhos. Mesmo com todo conhecimento que temos acesso hoje em dia, uma coisa não muda: só quando nasce um filho é que nascem também uma mãe e um pai e nenhum deles vem com manual de instruções”, explicam as psicólogas da Mafagafo BabyCare Fernanda Reis e Patrícia Serejo.

Publicidade

Tudo é novidade. Os pais estão diariamente aprendendo essa nova função e tendo que tomar decisões a cada instante. Neste contexto, somam-se ainda o cansaço, a falta de sono e a mudança de rotina de forma geral. “Nosso estado físico certamente altera nossos sentimentos e a percepção que temos das situações. Logo, principalmente os primeiros meses de vida do bebê são momentos em que a mãe está abalada, angustiada e cansada. E, geralmente, triste e se sentindo culpada por não conseguir exercer a maternidade do jeito que sonhou”, contam.

Como se já não fosse o suficiente tanta mudança dentro de casa, os novos pais ainda sofrem a pressão social. São cobrados a saber tudo e de tudo. São muitos os palpites de familiares e até mesmo de estranhos. Muitas vezes essas informações são contraditórias e invasivas, deixando as mães mais aflitas e inseguras.

“Mãe, lembre-se de que você é quem mais conhece o seu filho e, junto com o pai, pode e deve escolher como criá-lo. O casal parental deve sempre estar alinhado nas condutas e seguro de que erros necessariamente serão cometidos. O balizador da criação dos filhos deve ser os valores dos pais. Os sentimentos de insegurança e de culpa, alimentados pela tentativa de se alcançar a perfeição como pais, somente trazem inconsistências e sofrimento para toda a família, fragilizando os laços entre pais e filhos”, esclarecem.

Confira algumas dicas da MafaGafo:

• Valorize mais o seu exemplo do que o seu discurso com seus filhos;

• Em situações de dúvida, recorra a profissionais qualificados, fugindo de pesquisas rápidas na Internet;

• Escolha ouvir os conselhos da sua família e de pessoas que compartilham dos mesmos valores;

• Você tem o direito de fazer diferente das gerações anteriores. O mundo mudou muito nos últimos anos. É natural que os pais queiram agir de forma diferente.