A importância do Pré-Natal Psicológico

A gestação é um momento de transformações na vida da mulher, do casal e de toda a família. Junto com a alegria da descoberta, é importante admitir a existência não só de sentimentos positivos, mas também daqueles permeados por culpa, medos, sacrifícios e redirecionamentos na carreira profissional, desconstruindo o papel idealizado de pais, e construindo um novo. “Esse é um processo que pode permitir um profundo amadurecimento psíquico, individual e humano, ao mesmo tempo que pode revelar fragilidades emocionais dos envolvidos”, explicam as psicólogas perinatais Dra. Alessandra da Rocha Arrais e Dra. Luciana Andrade Rocha.

Publicidade

Para ajudar a compreender melhor toda a experiência da gravidez, surgiu o programa do pré-natal psicológico. Segundo as psicólogas perinatais, tão importante quanto o pré-natal ginecológico, feito pelo médico, o pré-natal psicológico prepara a mulher nessa caminhada rumo à maternidade, bem como o pai rumo à paternidade saudável, e a família na atribuição de seus papéis.

De acordo com as profissionais, o pré-natal psicológico atende a mulher, o casal, os avós e a família que: 1) deseja engravidar – a preparação, as expectativas e os medos relacionados à espera; 2) estão grávidos – as transformações psíquicas que acompanham as transformações corporais, a preparação para o parto e o exercício da maternagem/paternagem saudáveis; 3) no pós-parto: na adaptação à nova realidade.

 “O pré-natal psicológico compreende acompanhamento individual e/ou em grupo e se propõe a ser uma abordagem preventiva para evitar transtornos emocionais, como a depressão pós-parto, dificuldades de relacionamento entre o casal, os avós e suas famílias e no desenvolvimento do bebê”, informam.

Esse acompanhamento na preparação para a gravidez, na gestação e no pós-parto faz diferença no fortalecimento do vínculo mãe-bebê-pai, promove o bem-estar familiar e auxilia no desenvolvimento saudável do indivíduo que está chegando. “A gestante ou o casal grávido não precisa estar passando por uma crise ou problemas emocionais para participar desse trabalho! Basta querer se preparar melhor ou aprimorar seu papel materno e paterno”, declaram.

“Michel Odent disse que ‘para mudar o mundo é preciso mudar a forma de nascer’. Nós acreditamos que, além disso, é preciso mudar a forma de acolher a nova família, em suas alegrias e tristezas, saúde e dores. Assim, teremos famílias formadoras de indivíduos saudáveis emocionalmente e um mundo melhor!”, ressaltam. Prepare-se bem para um dos maiores desafios do ser humano: ser pai e ser mãe. Faça o pré-natal psicológico por você, por seu bebê, por sua família, pelo mundo!