5 dicas para o bebê dormir bem

 O sono é fundamental para o crescimento e desenvolvimento neurológico do bebê. Há alguns fenômenos que ocorrem no nosso corpo, como a liberação de determinados hormônios e a fixação de alguns tipos de memória, que são fortemente dependentes de uma boa qualidade de sono noturno. Assim, fazer o bebê dormir adequadamente é um assunto de grande importância na pediatria atual. E uma dúvida muito frequente no consultório pediátrico é: “quantas horas um bebê ou uma criança maior necessita dormir por dia?”

Publicidade

“Embora haja uma grande variação, mesmo entre os bebê saudáveis, uma criança no seu primeiro mês de vida deve dormir entre 16 e 18 horas por dia, sendo esse sono distribuído entre o dia e a noite. Por volta dos três meses de vida, o bebê passa a dormir entre 12 e 14 horas por dia e, aos doze meses, eles dormem entre 10 e 12 horas. Por outro lado, as sonecas durante as manhãs e tardes são normais até por volta dos três anos de idade, embora isso varie muito de uma criança para outra. Essa variação do tempo de sono entre os lactentes ocorre por que o cérebro sofre grandes mudanças anatômicas e funcionais nos primeiros anos de vida”, explica a pediatra e neonatologista Dra. Marcia Fayad Kaled.

A participação da família, particularmente da mãe, no desenvolvimento do sono da criança é fundamental. “É comum que as mães, principalmente as ‘de primeira viagem’, estejam fascinadas pela maternidade e apresentem grande ansiedade durante a noite por ter que se ‘separar temporariamente’ do filho. Nesse caso, é importante que a mãe tenha uma atitude e uma postura tranquila, lembrando que o sono é algo fisiológico e importante para o bem-estar do bebê”, ensina a Dra. Marcia.

Dicas para o bebê dormir bem

É sempre importante estabelecer uma rotina para as noites do bebê, determinando o horário para dormir e também para acordar. Isso será muito importante para toda a vida da criança;

As noites do bebê devem ser tranquilas, ou seja, deve-se evitar atividades noturnas que estimulem demasiadamente o cérebro da criança, como músicas agitadas, televisão em alto volume, excesso de pessoas falando junto ao bebê. As duas horas que antecedem o início do sono devem ser calmas;

Tente manter o mesmo ritual todas as noites (alimentação – banho – higiene oral – berço/cama) para que a criança se acostume a cumprir essas etapas, ficando claro que chegou a hora de dormir;

  O local onde o bebê dormirá todas as noites deve ser aconchegante e, sobretudo, seguro;

Há bebês que desenvolvem mais facilmente um sono tranquilo, enquanto outros demoram mais tempo para se adaptar ao seu quarto e a falta da mãe durante a noite. Seguindo as orientações do seu pediatra, em pouco tempo o sono deixará de ser um problema para se tornar motivo de satisfação tanto para os bebês como para as mamães.