Saúde bucal da gestante: tire suas dúvidas
Durante a gestação é fundamental alimentar-se corretamente, praticar exercícios físicos, dormir bem e cuidar da saúde bucal. O consumo de álcool e fumo, a carência nutricional e doenças na gestação podem colocar em risco a formação dos dentes do bebê. Além disso, as doenças genvivais da gestante podem ocasionar partos prematuros ou fazer com que bebês nasçam abaixo do peso. Por isso, é essencial que a gestante faça um acompanhamento odontológico na gestação, mais conhecido como pré-natal odontológico e se tiver qualquer problema é necessário tratar.

Publicidade

É bastante comum gestantes questionarem se fazer um tratamento odontológico é seguro durante esse período. E para tirar essa e mais dúvidas das futuras mamães, conversamos com a odontopediatra, especialista em bebês, crianças e gestantes, Dra. Liliane Narciso e com seu esposo, especialista em Estética e Implantes, Dr. Elcio Narciso. Confira a seguir a entrevista com os profissionais:

A saúde bucal pode afetar a gravidez?

Sim, a saúde bucal da gestante é importante para ela mesma e para o bebê. Há cada vez mais estudos mostrando que gestantes portadoras de doenças da gengiva têm maior propensão a dar à luz bebês prematuros e abaixo do peso normal. Os dados também sugerem que quando a doença gengival da gestante piora durante a gravidez, os riscos de o bebê nascer prematuro aumentam.

A gestante pode receber tratamento odontológico?

A gestante pode e deve receber tratamento odontológico. Não justifica ela sentir dor ou qualquer outro tipo de desconforto. O estresse provocado pela dor prejudica muito mais a gestação. Em qualquer idade gestacional, ela poderá ser atendida, embora o segundo trimestre seja o momento mais oportuno, pois essa é uma fase de maior estabilidade.

A anestesia local é permitida durante o tratamento?

Sim. As gestantes saudáveis podem ser anestesiadas desde que o dentista conheça o efeito dos anestésicos e as alterações que ocorrem durante a gravidez. As gestantes hipertensas ou cardiopotas também podem ser anestesiadas durante o tratamento odontológico, porém é necessário que o dentista juntamente com o ginecologista avaliem o risco/benefício e escolham a solução anestésica mais apropriada para cada caso.

A gestante pode fazer radiografia odontológica?

Pode sim. Porém, no primeiro trimestre (período de embriogênese), as radiografias devem ser evitadas. No caso de serem imprescindíveis, o avental de chumbo deverá ser utilizado. Alías, todos os exames radiográficos devem ser feitos com uso de avental de proteção em qualquer paciente e em qualquer fase gestacional.

Quais cuidados bucais a gestante deve ter?

Durante a gestação, dentes e gengivas precisam de mais atenção. Uma higiene bucal adequada, o uso diário do fio dental, uma alimentação equilibrada e visitas periódicas ao dentista são essencias e ajudam a reduzir os problemas dentários. Para as mulheres que planejam a gestação, a dica é ir ao dentista antes mesmo de ficar grávida para resolver todos os problemas bucais, e seguir fazendo o pré-natal odontológico.

O pré-natal odontológico é importante? Por quê?

O pré-natal odontológico proporciona para a gestante muitas informações importantes sobre a saúde bucal dela e do bebê. Ela receberá orientações sobre o controle da placa bacteriana, pela recomendação da dieta, por meio da escovação correta, do uso do fio dental e uso adequado do flúor. Durante o pré-natal odontológico, os pais podem receber informações sobre os cuidados com a saúde bucal do bebê, sobretudo, sobre os hábitos. A higiene bucal do bebê é outra orientação fundamental do pré-natal.

Quando os dentes do bebê começam a se formar?

Os “dentes de leite” começam a se formar a partir da 6ª semana e os dentes permanentes, a partir do 5º mês de vida intrauterina. Dessa forma, condições desfavoráveis durante a gestação (ex.: uso de medicamentos, infecções, carências nutricionais etc.) podem trazer problemas nos dentes em fase de formação e mineralização.

A alimentação da gestante pode influenciar o paladar do bebê?

O paladar do bebê começa a se formar no 4º mês de vida intrauterina e termina por volta dos 2 anos de idade. Ainda na barriga da mãe, através do líquido amniótico, o bebê começa a perceber os sabores. Por isso, as preferências alimentares da criança são influenciadas pelas ingestão alimentar da mãe.

Importante

A Odontologia Narciso trabalha com técnicas e equipamentos inovadores, atendimento personalizado e cuidadoso comprovados por mais de 30 anos de experiência. A clínica possui Ortodontista, periodontista e especialista em Estética Dental e Implantes. Equipe capacitada para proporcionar bem-estar durante todo o tratamento. “Atendimento humanizado, acolhedor que a gestante e o bebê precisam. Nossa equipe é preparada para atender a gestante e realizar o tratamento que ela necessita priorizando seu bem-estar físico e emocional. Importante deixar claro que somente fazemos a intervenção em gestantes quando realmente necessária”, acrescentam Dr. Elcio e Dra. Liliane.