Dicas nutricionais para diminuir desconfortos na gravidez
A saúde da gestante e de seu bebê depende de uma nutrição adequada, sendo esta, então, decisiva para curso gestacional. A dieta, no primeiro trimestre, é fundamental para desenvolvimento e diferenciação de diversos órgãos fetais. Já no segundo e terceiro trimestres, a dieta está mais relacionada com o crescimento e desenvolvimento do feto e nesse período as condições ambientais vão influenciar o estado nutricional do bebê e da futura mamãe.

Publicidade

Dessa forma, a especialista em nutrição clínica, esportiva e funcional Dra. Pollyanna Ayub explica que desconfortos comuns na gravidez acabam submetendo as gestantes a privações alimentares e, consequentemente, à perda ou ganho excessivo de peso. “Uma avaliação dietética detalhada é de extrema importância para a criação do plano alimentar e melhora dos sintomas”, afirma. A seguir, a profissional separou algumas dicas nutricionais que ajudam a amenizar os desconfortos mais comuns durante a gravidez:

 

Náuseas e vômitos

• Aumentar o fracionamento e diminuir o volume das refeições;

• Não permanecer muito tempo em jejum;

• Ingerir alimentos secos e sólidos;

• Preferir alimentos e preparações com baixo teor de gordura;

• A intolerância a leite e carnes é muito comum. Como estes alimentos são as principais fontes de proteínas, cálcio e ferro, é importante estar atenta e optar por outros, como ovos, iogurte, queijos, leguminosas, peixes e frango;

• Acrescentar uma pequena fatia de gengibre em sucos, sopas e saladas;

• Ingerir alimentos nutritivos no período em que não apresente náuseas, para que tenha um suporte de energia e nutrientes;

• A vitamina B6 é útil no alívio dos sintomas e dê preferência aos alimentos fontes dessa vitamina, como banana, produtos integrais, peito de frango, leite e aveia.

 

Constipação intestinal

• Consumir produtos integrais, como pães, arroz, biscoitos e macarrão;

• Ingerir, no mínimo, dois litros de água nos intervalos das refeições;

• Praticar atividade física após a liberação médica;

• Consumir frutas, legumes e verduras, não se esquecendo das frutas secas, como ameixa, damasco e figos.

 

Azia

• Fracionar a dieta em 6 ou 7x/dia;

• Diminuir o volume das refeições;

• Mastigar bem os alimentos;

• Evitar estresse durante a alimentação;

• Ingerir água nos intervalos das refeições;

• Excluir os alimentos que causam desconforto;

• Não deitar logo após as refeições;

• Evitar chá mate preto, refrigerantes, café, álcool, alimentos gordurosos, condimentados e industrializados.

 

Inchaço

• Reduzir a quantidade de sal nas refeições;

• Não consumir temperos industrializados, como caldos de carne e de legumes;

• Evitar embutidos e enlatados;

• Não adicionar sal na comida já pronta;

• Consumir temperos naturais, como salsinha, orégano, manjericão.