Curiosidades sobre o crescimento do bebê no útero
Descobrir-se grávida significa passar por várias mudanças físicas e emocionais. A cada mês, várias novidades. Enquanto o bebê se forma no ventre, o corpo materno vai se adaptando para protegê-lo. A curiosidade da futura mamãe nos inspirou a preparar um guia da gravidez mês a mês, que mostra cada fase do crescimento do bebê no útero. Mas lembre-se: a gestação é diferente para cada mulher, portanto, você pode apresentar todos ou somente alguns sintomas descritos.

Publicidade

 

1º mês:

Mudanças físicas e psicológicas: cansaço, sonolência, vontade de urinar com frequência, maior sensibilidade dos seios, salivação excessiva, aumento do apetite, azia e, principalmente, náuseas. Você pode ficar mais frágil e ter sentimentos ambíguos em relação à maternidade.

Aspecto do bebê: próximo ao final do primeiro mês, seu bebê é, na verdade, uma minúscula sementinha, menor que um grão de arroz, com aproximadamente 5mm.

2º mês:

Mudanças físicas e psicológicas: Possíveis dores de cabeça e, às vezes, desmaios e tontura, as náuseas e os sintomas do primeiro mês continuam em algumas mulheres. O intestino tende a ficar mais preguiçoso. A fragilidade e o medo ainda continuam.

Aspecto do bebê: A partir da 5ª semana de gestação, o embrião apresenta um formato oval e consegue-se perceber em uma extremidade a formação do cérebro e no resto a formação da estrutura corporal dos membros. É neste período que o coração do bebê começará a bater e começam a aparecer os delineamentos dos olhos, orelhas, boca e fossas nasais. Inicia-se também a formação do aparato genital e dos órgãos do aparelho digestivo.

 

3º mês:

Mudanças físicas e psicológicas: Praticamente os mesmos sintomas do mês anterior, além de um crescimento das aréolas dos seios. Pode acontecer prisão de ventre e gases. Nota-se também um aumento de peso, que pode variar de 900 a 1.800 gramas.

Aspecto do bebê: Entre a 9ª e a 10ª semanas, a cabeça do feto já está bem-delineada, parecendo um tanto quanto desproporcional em relação ao resto do corpo. Formam-se as pálpebras que irão proteger os globos oculares. Os sistemas circulatório e urinário já estão funcionando, os órgãos genitais já se desenvolveram e os delineamentos do rosto já estão modelados. No final da 10ª e 11ª semanas, aparecem sob a derme as terminações nervosas e o feto já consegue reconhecer os sons maternos da respiração, dos batimentos cardíacos e da voz. Ele já move as mãos e os pés e abre a boca.

 

4º mês:

Mudanças físicas e psicológicas: Cansaço, diminuição ou desaparecimento da náusea, vômitos e salivação excessiva. No entanto, a prisão de ventre, azia e dificuldade de digestão podem continuar. O seio continua a aumentar de tamanho, mas a sensação de dor e desconforto diminui. Aumento da umidade vaginal. Surgimento de algumas veias varicosas e/ou hemorroidas. Você pode começar a sentir dores nas costas, cãibras e vai observar o surgimento de uma linha escura que vai do estômago à região pubiana, que se deve à ação hormonal sobre a pele. A instabilidade emocional, similar à TPM, pode continuar.

Aspecto do bebê: A partir da 14ª semana, todos os órgãos internos do feto estão com suas estruturas principais já formadas. Começam a crescer os primeiros cabelos e os delineamentos do rosto do bebê se definem melhor, com a formação da boca.

 

5º mês:

Mudanças físicas e psicológicas: Você pode sentir aumento da umidade vaginal, congestão nasal e sensação de entupimento do ouvido e muitos sintomas do mês anterior, além de um aumento da frequência cardíaca. Podem surgir também as estrias.

Aspecto do bebê: Neste mês, o bebê cresce bastante, podendo aumentar até 25cm e pesar de 340g a 500g. Seu corpo, neste período, já é todo bem-proporcional. Os movimentos do bebê vão se tornando cada vez mais importantes. A primeira metade da gestação é de formação do bebê. A segunda metade é de ganho de peso e amadurecimento.

 

6º mês:

Mudanças físicas e psicológicas: Movimentos fetais cada vez mais intensos, sensação de dormência na parte baixa do ventre, aumento da umidade vaginal, grande aumento do apetite e vários outros fatores do mês anterior. Além disso, a respiração pode ficar mais ofegante e a temperatura do corpo tende a se elevar, causando calor e sudorese. As pernas ficam mais doloridas. Pode acontecer infecção das vias urinárias.

Aspecto do bebê: Neste mês, seu bebê começa a desenvolver quatro dos cinco sentidos: audição, olfato, tato e paladar. A visão será o último dos sentidos a se desenvolver. Ele reage a estímulos externos e também percebe os barulhos da mãe, como o bater do seu coração ou os gorgulhos intestinais. Começam os socos e pontapés. Provavelmente, já estará assumindo a chamada posição fetal, com os joelhos próximos ao abdômen e os braços dobrados no peito.

 

7º mês:

Mudanças físicas e psicológicas: Você pode sentir queimações frequentes. Um incômodo na região lombar também é comum. Muitas vezes, a gestante percebe suas mãos, pés, tornozelos, pernas e até o rosto ficarem levemente inchados, por causa da retenção líquida que se verifica nos últimos meses da gravidez. Você pode apresentar ansiedade com relação ao bebê e ao parto. Informe-se bem sobre os tipos de parto, as anestesias, a amamentação e já comece a escolher a maternidade onde dará à luz. Providencie sua mala e a do bebê. Deixe tudo preparado para o grande dia.

Aspecto do bebê: Nesta fase, seu bebê já está bem-formado. O sistema nervoso está se aperfeiçoando cada vez mais e o cérebro têm um desenvolvimento acelerado. Ao final do 7º mês, seus pulmões começam a se desenvolver. Ele já consegue ter várias reações, como abrir e fechar os olhos e ter maior percepção da luz; distinguir entre o gosto doce e o amargo, e responder a certos estímulos com choro.

 

8º mês:

Mudanças físicas e psicológicas: O aumento de peso e o crescimento do útero podem tornar a respiração mais difícil. Começam a surgir algumas contrações absolutamente normais e de intensidade leve e indolor. Como o bebê aperta a bexiga, você sentirá necessidade de urinar com frequência. Não estranhe se começar a chorar sem motivos e se te der um certo medo antecipado da hora do parto.

Aspecto do bebê: O ritmo do crescimento do bebê agora é bem veloz, e a maioria dos órgãos principais já está funcionando. Toda a estrutura que compõe os olhos está perfeitamente desenvolvida. Ele vira de cabeça para baixo, assumindo uma posição mais confortável e que manterá até a hora do nascimento.

 

9º mês:

Mudanças físicas e psicológicas: Menor movimentação do bebê dentro do útero, devido à falta de espaço; aumento da umidade vaginal; inchaço maior dos tornozelos, pés e mãos. Aumento na intensidade das contrações. O colostro pode começar a gotejar dos seios. Você pode ter a sensação de incômodo ou adormecimento das nádegas e da pélvis. Períodos alternados de maior energia ou maior cansaço e insônia. Pode apresentar, ainda, aumento da ansiedade, excitação e preocupação com relação ao bebê e ao parto.

Aspecto do bebê: Agora, o bebê passa a maior parte do tempo dormindo, preparando-se para a hora do nascimento. Em média, o peso dele no final da gestação é de aproximadamente 3,3 quilos e sua altura pode variar de 48 a 52cm.