Quando aparecem os dentes permanentes?
De mansinho, ele chega e ninguém percebe a sua importância. O primeiro molar permanente muitas vezes só é descoberto como dente permanente na visita ao dentista, por estar cariado e provocando dor, quando a criança tem por volta de 6 anos de idade. De acordo com a odontopediatra Dra. Silvia Helena Spechoto, os pais normalmente não percebem quando “nascem” os primeiros molares permanentes, pois eles se posicionam atrás de todos os dentes de leite e, por serem dentes acessórios, não necessitam que caiam dentes de leite para ceder lugar a eles.

Publicidade

Nesta faixa etária, a criança não apresenta coordenação motora ideal para realizar higienização efetiva dos dentes, por isso é comum, afirma a Dra. Silvia, nas crianças que não recebem ajuda para essa tarefa, o primeiro molar permanente cariar nos primeiros seis meses após sua erupção. “E os pais não sabendo que se trata de um dente permanente, não dão a devida atenção”, acrescenta.

A negligência de cuidados com este dente em específico pode, inclusive, levar à perda do mais importante elemento dentário de uma pessoa. “O primeiro molar permanente possui uma importante função na mastigação e é elemento chave no estabelecimento da mordida. A perda desse dente pode provocar maloclusões, alterações estéticas e funcionais. Por isso, é fundamental que se mantenha sua integridade”, reforça.

Para que esta história não seja a do seu filho, conte com orientações de um odontopediatra. Por meio deste acompanhamento profissional, será possível diagnosticar as necessidades eminentes, como orientação a respeito de dieta e higiene bucal, limpeza profissional, aplicação tópica de flúor, aplicação de selante, para evitar que estes elementos dentários, tão importantes no equilíbrio do sistema mastigatório, sejam comprometidos pela cárie. “Pais, não sejam pegos de surpresa”, alerta a Dra. Silvia.
Esse conteúdo foi feito em parceria com

Dra. Sílvia Helena Spechoto


Conheça mais dele