Como cuidar dos cabelos da criança?
Mamãe, como devo cuidar dos meus cabelos, agora que entrei na adolescência?” Essa é uma dúvida muito comum nessa fase em que todo o corpo passa por mudanças, inclusive os cabelos. “A adolescência é um período em que passamos por alterações hormonais importantes, que fazem com que nossa pele e cabelos fiquem mais oleosos”, explica a Dra. Lorena Dourado Alves, Dermatologista com Título de Especialista pela Sociedade Brasileira de Dermatologia e Especialista em Tricologia (ciência que estuda o cabelo) pela Faculdade de Medicina do ABC e pela USP. O fato é que existem inúmeras causas que podem danificar os cabelos ocasionalmente ou de forma continuada, e mantê-los sempre saudáveis e bonitos não é tarefa fácil. Confira com a Dra. Lorena a receita para cuidar bem dos cabelos:

Publicidade

Em relação à lavagem

Lave bem as raízes e o couro cabeludo, utilizando os condicionadores apenas nas pontas. O uso frequente de secadores ou chapinhas é ruim, pois estes aquecem a haste do fio, podendo gerar bolhas que deixam os cabelos fracos e sem brilho.

Cuidado com químicas

Alisamentos, tinturas, relaxamentos, entre outras, precisam de cuidados específicos. Para os adolescentes que decidam por começar a utilizar produtos químicos para alisar os cabelos, opte por aqueles que possuam a menor concentração possível e sem formol. É bom lembrar que o formol, além de causar muita alergia, forma uma camada dura, que funciona como a caramelização da “maçã do amor”, deixando os cabelos bonitos por fora, mas estragados por dentro. É importante informar que as químicas são contraindicadas em crianças.

Vale ressaltar que existem várias doenças que causam alterações nos cabelos, enfraquecendo-os e até mesmo provocando a sua queda. Um diagnóstico preciso do problema é possível, por meio de um exame físico dermatológico completo, além de exames complementares, como Dermatoscopia manual e digital e o Tricograma, que permitem a análise dos tipos de fios e das raízes dos cabelos. Segundo a Dra. Lorena, para cada tipo de problema, existe um tratamento específico. Estes vão desde produtos de passar no couro cabeludo, medicamentos orais ou aplicação dos lasers de diodo de baixa potência, que promovem uma fotobioestimulação dos folículos, melhorando a qualidade da haste do cabelo.

A orientação principal para quem apresenta cabelos fracos, sem brilho, com aparência de pouca vitalidade, queda ou outro problema é que procure um Dermatologista, com Título de Especialista pela Sociedade Brasileira de Dermatologia, para que faça uma avaliação, investigue as causas e inicie, se necessário, tratamento o mais precocemente, possível. “Lembre-se que seus cabelos, assim como qualquer parte do seu corpo, merecem atenção e cuidados constantes para ficarem sempre bonitos e saudáveis”, conclui a Dra. Lorena.
Esse conteúdo foi feito em parceria com

Dra. Lorena Dourado


Conheça mais dele