Dicas de incentivo à leitura
Talvez você ainda não tenha descoberto como um adulto pode ajudar uma criança a desenvolver o gosto pela leitura. Para ajudá-lo, o Manual da Mamãe traz, a seguir, algumas dicas selecionadas do site do Ministério da Educação:

Publicidade

As crianças aprendem com seu exemplo:

Sempre que puder, leia livros, revistas ou jornais; torne a leitura em família um momento de lazer; se você trabalha de dia, reúna seus filhos para a leitura na hora de dormir.

Estimule a fantasia:

Crie suspense, perguntando para seus filhos o que eles acham que vai acontecer com a história e seus personagens. Faça a imaginação de seus filhos funcionar. Compare as situações apresentadas no livro com outras leituras e com o cotidiano da vida real.

Explique as palavras difíceis:

Quando uma palavra difícil aparecer, avance um pouco mais na leitura, pois muitas vezes o próprio texto esclarece o sentido. Mas, se isso não acontecer, explique ou recorra ao dicionário.

Explore a literatura infantil:

Sempre que tiver oportunidade, explore livros infantis – seja em bibliotecas, livrarias, salas de espera, na escola de seu filho ou na casa de amigos, não importa.

Observe a indicação de idade, mas pode ir além

Para bebês, livros de plástico e pano são a resposta certa. De 1 ano a 2, eles vão adorar, por exemplo, os que têm alguma textura. Conforme crescem, as crianças se interessam pelos tipos cartonados, além dos que utilizam pop-ups e dobraduras. Para crianças um pouco maiores, em geral, as ilustrações também são sempre muito relevantes. Para os em fase de alfabetização, os livros em letra bastão (ou letra de forma) são um estímulo e tanto à leitura.