Fique de bem com o espelho
Limpeza, proteção e hidratação são alguns cuidados diários que se deve ter para manter uma pele saudável. No entanto, para prevenir o envelhecimento cutâneo provocado pelas agressões naturais, são necessários alguns procedimentos que exigem a supervisão de um especialista. O dermatologista Dr. Alessandro Louza Alarcão, membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia, com Pós-Graduação em Cirurgia Dermatológica e Laser pela FMABC – São Paulo, fala sobre os tratamentos para rejuvenescimento mais utilizados:

Publicidade
Tratamentos para Face, Colo e PescoçoPara quem busca uma pele saudável e jovem por mais tempo, os dermatologistas sugerem, como primeiro passo, o uso diário do filtro solar, pelo menos três vezes ao dia. Outros tratamentos envolvem a microdermoabrasão (peeling de cristal ou diamante), que tem a função de fazer uma leve esfoliação da pele, atingindo apenas a camada superficial e promovendo uma melhora da textura, com o fechamento dos poros e diminuição da oleosidade. Para as famosas rugas de expressão, pés de galinhas, rugas da testa e entre as sobrancelhas, o que traz melhor resultado é o Botox ou toxina botulínica. A toxina também é muito utilizada com a técnica de Nefertiti lift, para melhor delineamento do contorno facial.

Entre todos os tratamentos não cirúrgicos conhecidos para conquistar uma aparência jovem, um já alcançou o primeiro lugar em eficiência: o laser. “Hoje, o método é considerado o principal meio de rejuvenescimento facial disponível, por seu poder impressionante de apagar rugas, manchas, marcas de expressão e cicatrizes de acne, além de devolver ao rosto boa parte do viço e do tônus que vai se perdendo com o passar dos anos”, diz. Ele informa que a era dos lasers está aliada à modernização dos aparelhos, como os fracionados. “Os lasers mais utilizados são o Fraxel e o CO2 fracionado.”

O laser de CO2 Fracionado e o FRAXEL (laser de erbium fracionado) são utilizados para melhoria de rugas periorais e periorbitais, rugas finas, envelhecimento facial, fotoenvelhecimento, rugosidade fina da pele, aspereza da pele, cicatrizes de acne, manchas provocadas pelo sol (melanose solar, lentigos, e efélides ou sardas) e alguns tumores benignos que comprometem a estética facial, além de resultados maravilhosos em estrias, cicatrizes e até melhora de queloides.

Tratamentos Corporais

“As estrias estão em primeiro lugar no ranking dos tratamentos corporais devido à evolução das técnicas e à melhora significativa nos resultados terapêuticos”, afirma Dr. Alessandro Alarcão. O médico ressalta que os lasers fracionados, já citados anteriormente, vêm ganhando um espaço importante, pois têm um tempo de recuperação pós-procedimento curto, não afastando a pessoa de suas atividades normais, a não ser do sol, além de a resposta terapêutica ser excelente. “É importante se lembrar dos antigos peelings e da transcisão – técnica cirúrgica desenvolvida pelo também dermatologista Dr. Rogério Ranulfo – das medicações tópicas que podem ser utilizadas em casa e da hidratação tópica com cremes. Deve-se evitar o ganho de peso excessivo e o efeito sanfona, devido ao efeito estica e puxa que pode agravar o quadro.”

Para as mãos e braços, o Dr. Alessandro Alarcão indica lasers com a luz intensa pulsada. A celulite, que também perturba a maioria das mulheres, pode ser tratada com procedimentos cirúrgicos, com a técnica de “subcision” e uso de tecnologias, como aparelhos de radiofrequência ou infravermelho, capazes de diminuir o grau da celulite e reduzir a flacidez, que muitas vezes acompanha o quadro. Dr. Alessandro ressalta que se deve ter em mente a necessidade da realização contínua de atividade física, hidratação oral e de alimentação saudável para manutenção dos resultados alcançados.

Tratamento para os cabelos

Tanto no verão quanto no inverno, os cabelos merecem uma atenção redobrada para evitar o ressecamento e a fragilidade capilar, que torna os cabelos quebradiços. Podem ser realizadas máscaras de hidratação e o uso do filtro solar para os cabelos também não é dispensável. “Caso não haja melhoras, a procura do dermatologista é fundamental para obtenção do sucesso do tratamento”, alerta.

Para os médicos, o mais importante é a pessoa se conhecer bem, saber quais são suas aspirações e procurar um dermatologista, com título registrado no Conselho Regional de Medicina, para uma avaliação. “Através de uma consulta é possível buscar as melhores indicações e, a partir de então, o paciente deve se cuidar sempre para que os resultados durem o ano inteiro.”

Esse conteúdo foi feito em parceria com

Dr. Alessandro Alarcão


Conheça mais dele