Conheça mais sobre o gelo que elimina gorduras
Mamãe, você já ouviu falar em criolipólise? O método dermatológico elimina gordura localizada sem corte, furo, anestesia, enfim, sem cirurgia. Se você faz parte do grupo de mulheres que sonham em incinerar as gordurinhas a mais, eis aqui a solução. “É um tratamento não invasivo, no qual é possível destruir as células de gordura, utilizando um método de resfriamento controlado, sem danificar a pele ou outros tecidos”, explica a dermatologista Dra. Millena Nadal.

Publicidade

Procedimento revolucionário, a Criolipólise já se tornou o novo sucesso das clínicas de dermatologia. E de acordo com a Dra. Millena, a técnica pode ser aplicada em várias áreas como abdômen, culotes, flancos (pneuzinhos), pernas, braços e outras regiões. O método funciona da seguinte forma: as células de gordura localizada, chamadas de adipócitos, morrem devido à baixa temperatura. Em consequência, o corpo entende que elas não fazem mais parte do organismo e as expelem naturalmente. Saiba mais sobre a criolipólise com a dermatologista:

A Criolipólise, método que elimina gordura localizada sem cirurgia, é uma novidade que agrada muito as mamães. Como esse método é realizado?

A criolipólise é um tratamento de gordura localizada com o frio. É um procedimento não invasivo, no qual é possível destruir as células de gordura, utilizando um método de resfriamento controlado, sem danificar a pele ou outros tecidos. Seria uma “lipoaspiração” de áreas pequenas, em que não há a real necessidade de canulas de sucção.

Em quais partes do corpo pode ser realizada a criolipólise?

A criolipólise pode ser feita apenas em algumas partes do corpo em que há gordura localizada, como abdômen, culotes, flancos (pneuzinhos), pernas, braços e outras regiões.

Como são as sessões de Criolipólise?

A sessão dura em torno de 60 minutos. Um bocal é colocado na região do corpo a ser tratada, um vácuo determina o local, e a temperatura chega em até 10 graus negativos. Durante a sessão, o paciente pode apresentar dor, formigamento e dormência no local tratado. Quando termina, faz-se uma massagem para que o desconforto melhore mais rapidamente. Após a sessão, a região tratada fica vermelha e logo volta ao normal.

Como é o pós-tratamento?

A vantagem desse tratamento é não ter pós-operatório. A paciente pode apresentar dor e hematoma local, porém os hematomas não são frequentes, e quando aparecem, são passageiros. Não há necessidade de repouso, podendo a paciente retornar às suas atividades no mesmo dia.

Em quanto tempo consegue-se ver resultados com a técnica?

Uma ou duas sessões já são suficientes para trazer resultados. Mas há casos em que são necessárias mais sessões. A partir da terceira semana, a quebra de gordura já pode ser visível, mas o efeito máximo acontece de dois a três meses após a sessão.

Até quanto de gordura esse aparelho consegue eliminar?

A criolipólise consegue eliminar de 25% a 40% de gordura localizada na região tratada. Já na primeira sessão, é possível observar a redução de 25%.

Os resultados são permanentes?

São, sim. A criolipólise destrói as células de gordura, diferente de outras técnicas que apenas diminuem essas partículas. Dessa forma, o acúmulo de gordura não volta.

Existe alguma contraindicação?

A criolipólise é contraindicada para pessoas com sensibilidade ao frio - como quem tem urticária, por exemplo -, com hérnias no local da aplicação, infecções na pele, para gestantes, para quem passou por cirurgia recentemente e para obesidade. Para quem pretende emagrecer, vale lembrar que o método combate a gordura localizada e não o excesso de peso, pois não atinge gordura em todas as áreas do corpo ou mesmo a visceral, gordura que se deposita entre os órgãos.

“A criolipólise consegue eliminar 25% a 40% da gordura localizada na região tratada. Já na primeira sessão, é possível observar a redução de 25%.”