Boa forma com ajuda da lipo
Nove entre dez mulheres já pensaram, pelo menos uma vez na vida, em apelar para a lipoaspiração na esperança de dar cabo das gordurinhas extras que insistem em permanecer mesmo com a ajuda de dietas e exercícios. Logo após a gravidez, então, nem se fala, já que o corpo não é mais o mesmo e as gordurinhas parecem se instalar com mais facilidade. A cirurgiã plástica Dra. Renata Magalhães explica ao Manual da Mamãe que é possível melhorar o corpo, e muito, com a ajuda da lipoescultura. Para decidir, não se esqueça de buscar todas as informações possíveis. Confira a entrevista:

Publicidade

 

A lipoescultura pode ser feita quanto tempo após a gravidez?

Deve-se respeitar o período de amamentação, no mínimo seis meses, pois ele é importante não só por ser um momento especial, como também porque ajuda muito a mamãe a voltar à sua antiga forma. É importante esperar que ela perca todo peso possível e só então se submeta à cirurgia plástica.

 

Quando se dá a indicação da lipoescultura?

Se o problema for só gordura localizada, a lipoaspiração é o ideal. Se houver afastamento e perda da força da musculatura (“estômago alto”) e/ou flacidez de pele abdominal, a solução mais indicada é a miniabdominoplastia ou abdominoplastia clássica. Em ambas é possível corrigir não só o excesso de pele, como também a frouxidão muscular.

 

Quantos quilos a mamãe vai emagrecer com a lipoescultura?

É consenso, na Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica, que o volume total de gordura a ser retirado por sessão não ultrapasse de 5% a 7% do peso corporal. Não são, entretanto, os “quilos” retirados que definirão o resultado estético, mas, sim, as proporções. Existem casos em que se retira gordura de certas áreas e a reintroduz em outras regiões que necessitam aumentar seu volume como, por exemplo, na região dos glúteos.

 

A cicatriz fica muito visível?

As cicatrizes da lipoescultura são mínimas, variam entre 5 a 8 milímetros e são planejadas para ficar pouco visíveis.

 

A mamãe poderá ter outros filhos futuramente? O resultado não ficará prejudicado? Sim, e o resultado da lipoescultura poderá ser preservado. Se voltar ao seu peso anterior e a pele não apresentar flacidez e estrias decorrentes da gravidez, as formas serão mantidas. Devo salientar que o corpo da mulher sofre variações da forma com o decorrer do tempo, mesmo assim, aquele excesso retirado nas áreas devidas sempre lhe proporcionará um melhor contorno corporal, mesmo que venha a ganhar certo peso. Já nas abdominoplastias, não há indicação se a mulher deseja ter outros filhos em curto espaço de tempo. Ela poderá ter filhos, mas o problema corrigido poderá voltar.

 

O pós-operatório é muito doloroso?

Geralmente não. Eventuais incômodos são resolvidos com a utilização de analgésicos e anti-inflamatórios.

 

Há recomendações pré-operatórias?

Antes da cirurgia, é necessário avaliar se a paciente está em boa condição física. Para isso, além do exame clínico, realizamos uma série de exames pré-operatórios.

 

E qual é o período de recuperação?

É importante respeitar um período de recuperação, geralmente variável, podendo ocorrer de 15 dias a um mês. No entanto, como a mamãe normalmente fica insatisfeita com outras partes do seu corpo, é comum a associação de cirurgias como: implante de silicone, abdominoplastia, mamoplastias, etc. Nestes casos, a recuperação é geralmente de um mês.

 

E quando ela poderá pegar o bebê no colo?

Isso será liberado em cinco dias, nos casos de lipoescultura. Nos casos de associação com outros procedimentos, poderá se estender de 21 a 30 dias.

 

O que a senhora percebe em relação a autoestima?

É possível perceber uma melhora efetiva. Principalmente em pacientes que não se cuidavam antes. Percebemos atitudes que revelam maior cuidado com o corpo - como o início da prática de exercícios físicos – e outros cuidados que realçam ainda mais a sua beleza. A maior realização de uma mulher se dá quando se torna mãe, mas ela só é completa quando consegue ser mãe sem deixar de ser mulher.