Nascimento de gêmeos é recorde no mundo

Nunca nasceram tantos gêmeos como agora. Uma pesquisa publicada na revista Human Reproduction mostra que 1 em cada 42 crianças nascidas se encaixa nessa condição. Em 1980, eram registrados 9 casos a cada 1 mil partos. Hoje, esse número subiu para 12 a cada 1 mil.

Segundo os pesquisadores, esse aumento pode ser explicado tanto pela maior procura por técnicas de reprodução assistida quanto pela tendência de as mulheres esperarem cada vez mais engravidar, uma vez que a taxa de gemelaridade aumenta em gestações tardias.

A pesquisa revela que o número absoluto de parto de gêmeos aumentou em todos os continentes, menos na América do Sul. Na África e na América do Norte, os números aumentaram mais de 80% nas últimas quatro décadas.

"A maioria dos dados sugere que estamos em um pico em países de alta renda, especialmente Europa e América do Norte. A África será um dos principais impulsionadores nas próximas décadas", disse Gilles Pison, um dos autores.

Pico
O professor Christiaan Monden, que participou da pesquisa, acredita que talvez se tenha atingido o "pico global" de nascimentos gemelares.

"Os números relativos e absolutos de gêmeos no mundo são maiores do que nunca, desde meados do século 20, e provavelmente significa que atingimos um pico máximo. Isso é importante, pois partos gemelares estão associados a maiores taxas de mortalidade entre bebês e crianças e mais complicações para mães e crianças durante a gravidez, e durante e após o parto. "

Publicidade

Fonte: Revista Crescer

 

Para mais conteúdo, siga o Manual da Mamãe no Instagram @manualdamamae 

Acesse também nossa página no Youtube: youtube.com/manualdamamae 

Você pode contar também com o curso Estou Grávida, e Agora? São videoaulas para acabar com todas as inseguranças da gestação e dos primeiros cuidados com o bebê. Saiba mais em: www.manualdamamaeip.com