Emocionante. Mãe acorda de coma após contato com bebê!
Amanda Cristina Alves da Silva, 28, de Fortaleza (CE), acordou de coma induzido após cesária de emergência ao sentir o toque da pele do seu bebê pela primeira vez, 23 dias após o parto. Ela não apresentava estímulos sensoriais e auditivos ou movimentos desde a cirurgia, mas ao ser colocada junto ao bebê reagiu no mesmo momento, começando a chorar. O caso deixou médicos e especialistas emocionados.

Publicidade

O fato aconteceu na Maternidade-Escola Assis Chateuabriand (Meac-UFC), que fica na capital cearense, para onde Amanda foi levada após uma crise intensa de convulsão, problema que enfrenta desde os 7 anos de idade. Como estava com quase 37 semanas de gestação, os médicos responsáveis optaram por mantê-la sedada e fazer uma cesárea de emergência, a fim de garantir a segurança de mãe e filho.

O bebê, Vitor Hugo, foi encaminhado à UTI neonatal, onde ficou por seis dias, enquanto a mãe seguiu para o pós-operatório na UTI obstétrica. Uma semana após a internação, os médicos começaram a retirar o remédio que a mantinha dormindo, mas ela não reagia. Apesar de todos os exames atestarem que ela tinha boa resposta neurológica, ela não se movimentava, só mexia os olhos.

Antes de transferi-la para outra unidade de saúde, já que Amanda não reagia a nenhuma recurso aplicado para que ela acordasse, a enfermeira Fabíola Nunes de Sá sugeriu colocar mãe e filho juntos. Foram avaliados os riscos e a ideia autorizada. Na mesma hora, Amanda teve os batimentos do coração acelerados e chorou.

“Colocamos Vitor Hugo em seu tórax e como ela não conseguia mexer os braços, nós levamos os braços dela até o bebê, para que a abraçasse. Foi quando vimos sair gotas de leite dos seus seios. Isso após 23 dias do parto! Jamais esperávamos uma resposta tão rápida assim”, relatou, emocionada, a enfermeira ao site da Revista Crescer.

Já no dia seguinte, o quadro de Amanda só evoluiu: ela conseguiu sentar, com o apoio da equipe de fisioterapia e, progressivamente, passou a mexer os braços e as pernas. Vinte dias depois, foi para casa sem qualquer sequela, levando o filho nos braços.

 

https://www.youtube.com/watch?v=mZzG5xftmcc