Crianças também devem usar máscaras ao saírem de casa
Usar máscaras ao sair de casa agora é recomendação do Ministério da Saúde para quem não tem sintomas de Covid-19. E isso vale também para as crianças maiores de 2 anos.

Publicidade

Mesmo os pequenos sendo um grupo de menor risco, a medida é importante. A maioria é assintomática e pode acabar transmitindo o novo coronavírus se não houverem medidas de prevenção.

O CDC (Centros de Controle e Prevenção de Doenças) dos Estados Unidos considera o uso de coberturas faciais pelas crianças algo tão importante quanto o distanciamento social, a limpeza frequente das mãos e outras ações preventivas cotidianas.

"Uma cobertura de tecido para a face não se destina a proteger o usuário, mas pode impedir a propagação de vírus para outros", diz o órgão.

Menores de dois anos

É importante ressaltar que bebês e crianças menores de 2 anos não devem usar máscaras. Eles têm vias aéreas menores e respirar por meio de uma máscara pode ser mais difícil e aumentar o risco de asfixia.

Os pais também não devem colocar o objeto em quem não consegue removê-lo sozinho, justamente pelo risco de asfixia. Por isso, bebês não devem ter seus rostos cobertos.

Máscara de tecido

Segundo o Ministério da Saúde, para ser eficiente como uma barreira física, a máscara caseira precisa seguir algumas especificações, que são simples.

É preciso que a máscara tenha pelo menos duas camadas de pano, ou seja dupla face. Ela ainda deve ser individual e ter as medidas corretas para cobrir totalmente a boca e nariz, sem deixar espaços nas laterais.

A pasta ainda diz que ela deve ser lavada com sabão ou água sanitária, deixando de molho por cerca de 30 minutos. Depois, só ser usada quando estiver completamente seca.

 

Confira como fazer sua própria máscara de tecido:

https://youtu.be/BJ5I3NSxu20