Criança de 3 anos escala cerca de piscina e mãe faz alerta
E quando uma criança de três anos sobe no teto do carrinho para abrir a cerca e ter acesso à área da piscina? A ação deixou surpresa e assustada Krystal Hill, a mãe do garotinho. "Então, você acha que as cercas de piscina são seguras! Eu vi o meu filho de 3 anos, que não sabe nadar de forma independente, subir e abrir o portão da piscina. Depois, ele e sua irmã mais nova entram para a área da piscina. Estou um pouco chocada no momento", escreveu ela em suas redes sociais. A mãe publicou também um vídeo, em que mostra a nova façanha do menino.

Publicidade

O vídeo já foi compartilhado mais de 50 mil vezes [assista abaixo]. Após a repercussão, a mãe fez um novo post. Krystal disse ter recebido muitas mensagens de agradecimento por ter compartilhado o vídeo e aumentar a conscientização. "Muitos me enviaram ideias para aumentar a segurança. Também compartilharam suas histórias de perder um filho ou um neto em sua piscina. A maioria dessas crianças escalou a cerca da piscina e subiu por cima dela ou colocou cadeiras e outros objetos contra a cerca. Eles nem usaram o portão. Estou tão triste com isso. Se isso (o vídeo) impede que ao menos uma criança se afogue, então eu fico feliz", escreveu.

[video width="224" height="400" mp4="https://www.manualdamamae.com.br/wp-content/uploads/2020/01/Menino-piscina.mp4"][/video]

 

Segurança

No Brasil, de acordo com a ONG Criança Segura, os afogamentos são a segunda principal causa de morte entre crianças de 1 a 14 anos, ficando atrás apenas dos acidentes de trânsito.

As piscinas devem ser cercadas completamente por grades de, no mínimo, 1,5m, e as portas de acesso devem ser fechadas com cadeados ou travas de segurança. Outras medidas complementares também contribuem com a segurança, como capas próprias para piscina e alarmes.

Além disso, segundo as orientações da Academia Americana de Pediatria, as crianças devem usar sempre coletes salva-vidas enquanto estiverem perto de lugares com piscina, lagos, rios e mares; os pais nunca devem deixar as crianças sozinhas ou sob os cuidados de outra criança enquanto estiverem em ou perto de banheiras, piscinas e praias.

Leia também: 5 dicas para evitar acidentes em piscinas

Com informações da Revista Crescer