5 erros que devemos evitar na criação dos nossos filhos
 

Publicidade

A criação da nossa própria identidade é consequência de um processo longo e intenso que vivemos desde a nossa infância. Há momentos que fortalecem ainda mais o que as crianças serão no futuro, principalmente situações que são presenciadas dentro de casa.

Um dos maiores desafios de ter filhos é o processo de criação e educação. Muitos pais ao se depararem com a responsabilidade de educar uma criança, ficam em dúvida sobre como agir ou qual é a melhor maneira para construir uma relação positiva com os filhos.

É normal os pais as vezes cometerem alguns enganos; afinal, a criação dos filhos não é uma tarefa fácil. Quando pequenas, elas assimilam tudo o que vai determinar suas ações futuras e isso, infelizmente, pode trazer feridas que afetarão seus relacionamentos. Porém, é preciso se manter atento para não permanecer no erro, que pode, muitas vezes, trazer consequências para as crianças.

Para ajudar nessa tarefa, veja os erros mais cometidos na criação dos filhos. Confira quais são eles, avalie se na sua família se eles estão presentes.

 

 

1) Abandono

 

A ausência dos pais ou até mesmo negligência, principalmente quando as crianças ainda estão muito pequenas, pode trazer medo da solidão e de rejeição futuramente. Por isso, tente ser o mais presente possível, pois à medida que eles vão crescendo, vão notando que a presença dos pais não seja tão necessária assim e vão se sentindo mais seguros e tranquilos para tomar decisões e atitudes.

 

2) Rejeição

 

Quando a criança sente que não é amada o suficiente ou até mesmo acolhida pelos pais quando necessário, ela cria uma das feridas mais doloridas que um adulto pode ter e passa a não se dar o valor que merece.

 

3) Humilhação

 

Tem pais que ao invés de educar e mostrar a maneira correta de fazer as coisas, só fica usando palavrões e humilhação para conversar com o filho. Isso cria um sério risco de se tornarem adultos problemáticos e dependentes, principalmente de humilhar as pessoas a sua volta.

 

4) Desconfiança

 

Quando a criança não sente confiança nos pais, geralmente porque prometeu algo que não cumpriram, eles geram um sentimento de desconfiança que pode ser carregado para qualquer outro relacionamento. Isso cria quando adulto, um caráter, geralmente, controlador e que se frustram com facilidade por não conseguir o que quer.

 

5) Injustiça

 

A convivência com pais autoritários, frios e exigentes, pode transformar uma criança em um adulto impotente, inútil, perfeccionista e extremamente autoritário. Tome cuidado!