Teste da Orelhinha e amamentação
O bebê nasceu! É hora de fazer alguns exames importantes para saber se está tudo bem. Um desses exames é o Teste da Orelhinha, utilizado para detectar precocemente alterações auditivas que poderão interferir na qualidade de vida da criança. “O indicado é que todo bebê faça a avaliação logo após o nascimento, até o terceiro mês de vida. O exame é rápido e indolor, uma vez que é feito durante o sono natural do bebê. E o resultado é imediato”, explicam as fonoaudiólogas Dra. Fabíola Sócrates de Bastos e Dra. Maria de Lourdes Campos de Santana.

Publicidade

Fatores de risco, como baixo peso até os 28 dias de vida; histórico familiar de surdez; doenças congênitas; anormalidades do pavilhão auricular; fissura labial; intervenção na UTI por mais de 48 horas; uso de medicamentos ototóxicos podem afetar a audição do bebê. “Toda criança está sujeita a nascer com alguma deficiência auditiva. Sem exames específicos, é comum perceber a alteração auditiva somente por volta de 2 anos, quando a criança começa a apresentar problemas na fala”, informam.

De acordo com as fonoaudiólogas, é essencial que a identificação do problema auditivo seja precoce, o que pode acontecer a partir de 24 horas do nascimento. Atualmente, sabe-se que a surdez deve ser diagnosticada e tratada até o sexto mês de vida, quando o bebê começa a desenvolver a fala, ouvindo os sons que ele mesmo faz. “A identificação do problema possibilita oferecer à criança melhores condições para o seu desenvolvimento”, ressaltam.

Amamentar corretamente

Um aprendizado para a mãe e o bebê, a amamentação fortalece os laços afetivos entre eles e deve ser incentivada. O leite materno funciona como vacina contra inúmeras doenças e promove um desenvolvimento mais saudável da criança. Além disso, fortalece os músculos dos lábios, boca e língua, preparando estes órgãos para o aprendizado da fala. “É no ato de sugar que o bebê desenvolve a face e a fala”, explicam as fonoaudiólogas.

A mãe também é beneficiada, pois com uma amamentação correta, ela reduz o peso mais rápido, diminui o risco de câncer de mama e de ovários e ajuda o útero a recuperar seu tamanho normal. Quando há dúvidas sobre a amamentação, é essencial procurar um profissional especializado. “O fonoaudiólogo é capacitado para orientar na amamentação, auxiliando no posicionamento do bebê e na pega adequada do seio materno.”

Teste da Linguinha

Já aprovado, o exame consiste na avaliação do frênulo da língua em recém-nascidos, para verificar futuros problemas na dentição e na fala, e, principalmente, na amamentação. A avaliação é feita enquanto o bebê está mamando. É simples, rápida e indolor.