Por que o bebê precisa aprender a mastigar?
Como é fofo e emocionante ver pela ultrassonografia o bebê com a mãozinha no rosto, com a mão na boca e até chupando o dedo. Os pais ficam tão satisfeitos em ver que aquele ser tão pequenino já consegue praticar algumas ações. A sucção digital, chupar o dedo, é um aprendizado que ocorre ainda na vida intrauterina, já que é essa ação que garantirá o sustento do bebê, principalmente nos primeiros meses de vida, quando lhe será oferecido o leite materno ou leite artificial, quando necessário.

Publicidade
A partir do sexto mês de vida, serão introduzidos outros tipos de alimentos na dieta do bebê: sucos naturais, papinhas e frutas. Aí é o grande momento! Ele não sabe mastigar! É preciso aprender!

Segundo a odontopediatra Dra. Silvia Helena Spechoto Moreira, é muito importante que isso ocorra no momento certo, a fim de fortalecer sua musculatura orofacial, auxiliando um melhor desenvolvimento da face do bebê.

A odontopediatra orienta que a introdução da mastigação na vida de um bebê deve ser feita apresentando a ele alimentos mais consistentes e inteiros. Por isso, é importante que a papinha seja somente amassada, nunca passada em peneira ou liquidificada; que a criança tenha contato com a fruta inteira, treinando as mordidas para conseguir cortá-la. Apresentar torradas, legumes crus também é uma prática saudável neste momento de aprender a mastigar.

“Quanto mais cedo esses hábitos forem introduzidos na vida do bebê, maior será a satisfação dos pais em, um dia, se ver saboreando um alimento saudável com seu filho. E, o que é mais importante, o organismo dessa criança, graças a uma mastigação correta, conseguirá absorver todos os nutrientes dos alimentos. Então, mãos à obra, família!”, aconselha.
Esse conteúdo foi feito em parceria com

Dra. Sílvia Helena Spechoto


Conheça mais dele