Como você pode prevenir alergias no seu filho?
Nas últimas décadas temos presenciado um notável aumento na incidência de doenças alérgicas no mundo todo. Alergia alimentar, dermatite atópica, asma e rinite alérgica são hoje muito comuns, desde a infância. Inúmeros fatores de risco genéticos e ambientais já foram identificados. Tem-se demonstrado que, até certo ponto, é possível reduzir a ocorrência de alguns tipos de alergias na infância, pontua a pediatra, alergista e imunologista Dra. Germana Pimentel Stefani. Como fazer então? Seguem algumas dicas da especialista:

Publicidade

Na gestação

Manter alimentação saudável, variada, o mais natural possível, evitando alimentos industrializados. Dieta de exclusão de alimentos alergênicos não está indicada para redução do risco de alergia alimentar! O uso de probióticos na gestação e lactação para promoção de uma flora intestinal e vaginal saudável pode ajudar, mas ainda não há recomendações oficiais para suplementação. Quando possível, dar preferência ao parto por via vaginal, pois a flora intestinal adquirida pelo bebê através do parto natural é mais saudável que a da via parto cesárea.

Na organização do quarto do bebê

Programar arquitetura que permita boa circulação de ar, evitando o que acumula poeira, como prateleiras, nichos, cortinas de tecido, tapetes e kit de berço com almofadas. Usar capa antiácaro para o colchão do berço. Higienizar o filtro do ar-condicionado periodicamente. Manter o cachorro - sim (!), manter contato com cachorro doméstico desde a gestação e no primeiro ano de vida pode reduzir em até 30% a ocorrência de asma aos 6 anos.

Ao nascimento do bebê

Estimular amamentação exclusiva ao seio (começando ainda na sala de parto e evitando oferecer fórmula infantil na maternidade). Iniciar hidratação da pele do recém-nascido com cremes emolientes hipoalergênicos específicos. Evitar uso de lenços umedecidos, especialmente que contenham sabão. Já está demonstrado que a pele é uma importante via de sensibilização alérgica no bebê.

Na introdução alimentar

A partir dos 6 meses de vida, incluir sem demora as grandes proteínas (incluindo todas as carnes, ovos, trigo e feijão). Já está comprovado que o atraso na introdução alimentar está associado a maior risco de ocorrência de alergias.

Dia a dia

Permita que a criança esteja em contato com a natureza regularmente, desde bebê. De acordo com a Hipótese da Higiene, isso estimula o desenvolvimento de imunidade e reduz o risco de alergias.