Como evitar o déficit de nutrientes quando a criança tem alergias alimentares?
O crescente aumento das alergias e intolerâncias alimentares nas crianças faz com que uma abordagem mais ampla, porém individualizada, seja necessária. A nutricionista Dra. Lara Nogueira Chagas explica que muitas crianças apresentam alergia a mais de um alimento ou também alergia e intolerância associadas. Em qualquer um dos casos é necessário o acompanhamento apropriado, sendo que o tratamento consiste na eliminação dos alimentos que causam os sintomas.

Publicidade

Na infância, vários mecanismos ainda são imaturos, o que gera uma série de dúvidas e, na maioria das vezes, por falta de orientação adequada, o tratamento nem sempre é eficaz. “Nas alergias alimentares, o alimento alérgeno deverá ser retirado por completo da dieta durante um período determinado. Já nas intolerâncias, em alguns casos, poderão ser utilizadas quantidades pequenas do alimento, mas isso irá depender da tolerância de cada paciente”, avalia. Nesse sentido, o papel do nutricionista torna-se fundamental.

Como são vários os alimentos que deverão ser excluídos da alimentação, é importante receber orientação sobre o reconhecimento dos mesmos para que não se consuma nada por engano. O acompanhamento nutricional também vai fazer a devida substituição desses alimentos, para que não falte nenhum nutriente na dieta que possa prejudicar o crescimento e o desenvolvimento da criança ou mesmo desencadear outras doenças. “O monitoramento deve ser feito no sentido de verificar o equilíbrio da alimentação e, na maioria dos casos, o uso de suplementos é indicado”, informa a Dra. Lara.

O acompanhamento nutricional também inclui orientações em relação à composição dos alimentos e seus derivados para que sejam feitas as restrições adequadas, entendimento de rótulos dos produtos  industrializados e até mesmo sugestões de receitas. “Tudo isso também é de grande relevância para que haja melhor adesão ao tratamento e, com isso, um resultado mais breve”, afirma.

 

Diferenças

As alergias alimentares envolvem sistema imunológico e o nutriente responsável pelo seu desencadeamento são as proteínas, sendo as mais comuns  a do leite de vaca, da soja, do ovo, entre outras. Já as intolerâncias são decorrentes de erros no metabolismo dos carboidratos (lactose, frutose, sacarose etc.). Há também a hipersensibilidade ao glúten, que tem abordagem um pouco diferenciada, pois pode ser resultado de uma alergia ou intolerância.