Saúde bucal na gravidez
Descoberta a gravidez, são tantas as mudanças e preocupações que alguns hábitos acabam perdendo a atenção das futuras mamães. É comum que ocorra diminuição da preocupação com os cuidados diários de saúde bucal. A ortodontista e ortopedista facial Dra. Daniella Nadal explica que essa situação pode favorecer o surgimento da placa bacteriana, cáries e doenças da gengiva.

Publicidade

Portanto, dentes e gengivas merecem atenção especial, ainda mais quando a gestante faz um tratamento ortodôntico, o que facilita o acúmulo de resíduos de alimentos. “Nesse caso, pode surgir a chamada gengivite gravídica, caracterizada por inflamação gengival, o que torna o tecido volumoso e sangrante ao toque”, orienta. Entenda, a seguir, tópico a tópico sobre os cuidados com sua saúde bucal:

 

Cárie

Durante a gravidez aumenta a probabilidade de surgimento de cáries, pela dieta ser predominantemente cariogênica. A cárie dentária é um produto direto da variação contínua do pH da cavidade oral, resultante de um ciclo de desmineralização e remineralização pelos minerais presentes na saliva, como cálcio e o fosfato.

 

Gengiva

As alterações hormonais que ocorrem na gravidez são sinais de inflamações já existentes na gengiva. Portanto, se no início da gravidez a gengiva estiver sadia e se a limpeza adequada dos dentes for mantida, a gengiva não ficará inflamada. Por outro lado, pesquisas recentes mostram que gestantes com periodontite têm maiores chances de dar à luz  bebês prematuros e de baixo peso.

 

Tratamentos

O melhor é que a mulher previna qualquer tipo de problema bucal. Mas se ela precisar de tratamento odontológico, o ideal é que o faça no segundo trimestre, com exceção do tratamento ortodôntico, que deve ser acompanhado mês a mês, normalmente. Isso porque nos três primeiros a gestante sofre com muitos enjoos e indisposições, enquanto os três últimos são marcados por inchaços e desconfortos. Se for necessário fazer um Raio-x, este pode ser realizado preferencialmente no segundo e terceiro trimestres, evitando-se no primeiro.

Já em relação às extrações ou ao tratamento mais invasivo, vale destacar que o anestésico pode ser utilizado sem riscos para a gestante. É seguro realizar procedimentos odontológicos sob anestesia local. O importante é que o dentista esteja ciente da gravidez da paciente para, assim, escolher qual a dose e o tipo de anestesia mais apropriados para cada caso.

 

Higienização

A saúde bucal das gestantes requer os mesmos cuidados básicos que a de qualquer outra mulher. Limpeza diária, com uso de escova apropriada e fio dental, são cuidados preventivos que irão favorecer uma situação de estabilidade sem grandes problemas no período gestacional.

 

Mitos

Alguns mitos são comuns nesse período, como a perda de cálcio dos dentes para formar as estruturas mineralizadas do bebê. A gravidez não é responsável por isso. O cálcio provém, exclusivamente, da alimentação da gestante. Outro ponto importante é sobre a perda de dentes na gravidez. Na maioria das vezes, o fato está relacionado com a higiene bucal inadequada e hábitos alimentares prejudiciais, que favorecem também o surgimento da maior incidência de cáries.

Outro mito existente é que na gravidez o tratamento odontológico pode ser prejudicial à mãe. Antes de tudo, a gestante precisa ter saúde, visitar periodicamente o dentista e fazer corretamente seu pré-natal, inclusive, com cuidados em relação à saúde bucal. Cuidados esses que evitariam que um simples problema se agravasse ao longo do tempo, atrapalhando os momentos finais da gestação.

 

Ortodontia

Alguns estudos apontavam que, com as mudanças nos níveis de estrógeno na gravidez, ocorria uma diminuição na movimentação ortodôntica. Hoje em dia, depois de vários outros estudos realizados, não foram constatadas diferenças na movimentação dentária entre pacientes gestantes e não gestantes.

Não há restrições para o tratamento ortodôntico em gestantes, desde que tenham saúde gengival. Os aparelhos Damon System facilitam o tratamento, reduzem o tempo de uso de aparelho e diminuem o número de visitas nas consultas. Os alinhadores transparentes Invisalign também são uma alternativa aos aparelhos ortodônticos tradicionais.