Saiba como prevenir e tratar a fissura mamilar
A amamentação é considerada a melhor forma de alimentar a criança, devido a seu efeito na prevenção de infecções do primeiro ano de vida, promoção de vínculo entre mãe e filho, proteção para o aparecimento de doenças crônicas durante a idade adulta, além do desenvolvimento biológico e emocional.

Publicidade

Porém, de acordo com as enfermeiras obstetras e consultoras em amamentação Dra. Kelly Coca e Dra. Patrícia Senne Gomes, apesar das vantagens e recomendação mundial, a amamentação não é tão simples como parece. “Um dos principais desafios vivenciados pelas mulheres nesta fase é o aparecimento de machucados no bico do peito, também conhecidos como fissuras.”

As especialistas explicam que as fissuras aparecem, em geral, na primeira semana pós-parto e estão relacionadas ao inadequado posicionamento e pega do bebê no peito da mãe.

Outras causas são: bico invertido, mama muito cheia, retirada da criança do peito e uso inadequado de bomba tira-leite. “A melhor forma de prevenir seu aparecimento é o preparo durante a gestação, com orientações sobre correto posicionamento do bebê durante a mamada, conhecer as possíveis posições de amamentação, identificar a técnica correta de como o bebê deve pegar o peito, conhecer os principais cuidados com as mamas antes e depois das mamadas, além de saber o momento certo para chamar um profissional especializado, caso não consiga resolver as dificuldades iniciais”, afirmam.

 

O que orienta os especialistas

 

As Dras. Kelly e Patrícia orientam que ao apresentar uma fissura no bico do peito, a mamãe busque identificar a causa e realizar alguns cuidados, como o banho de sol no período recomendado.

Elas contam que pesquisas nacionais e internacionais têm mostrado o benefício da lanolina anidra purificada (HPA) como um emoliente que oferece barreira protetora e meio adequado para o tratamento e a recuperação do bico machucado.

“Um consultor em amamentação poderá oferecer subsídios para uma amamentação tranquila, diante da avaliação da gestante e mulher que amamenta. A assistência especializada possibilita a identificação dos riscos e resolução dos problemas vivenciados pela mulher.

Fique tranquila, você já tem tudo o que precisa para amamentar seu bebê, apenas precisa descansar adequadamente, alimentar-se bem e ter confiança. A coisa mais importante é acreditar que você será bem-sucedida. Se você desenvolver fissuras mamilares, o desconforto dessa condição temporária não deve interromper a amamentação.”