Perguntas e respostas sobre o parto
Parto normal ou cesariana? Como diferenciar uma contração verdadeira de uma falsa? Posso comer e beber antes do parto? Dúvidas como essas são bastante comuns no universo das gestantes. Insegurança, medo da dor, receio de não saber como proceder assustam as futuras mamães quando o assunto é o parto. Para ajudar as grávidas, o Manual da Mamãe convidou o ginecologista e obstetra Dr. Washington Luiz Ferreira Rios para responder às principais dúvidas sobre a hora “H”. Confira:

Publicidade

Quais exames é preciso fazer antes do parto?

Durante o pré-natal, devem ser feitos os exames que incluem tipagem sanguínea, hemograma, EAS/urocultura e sorológicos, além de exames ultrassonográficos. Próximo ao parto, em algumas pacientes, são necessários exames de vitalidade fetal, como a dopplerfluxometria e perfil biofísico fetal.

Quando é recomendado fazer uma indução do parto?

A indução do parto é indicada quando há interesse da resolução do parto por via vaginal.

É necessário cortar os pelos pubianos antes?

Não há necessidade de depilação pubiana nem para o parto normal e nem para a cesariana. A depilação apenas facilita a realização da sutura final. Caso opte por depilar, faça apenas no local da incisão.

Quais os sinais do trabalho de parto?

Os sinais de início de trabalho de parto incluem a perda do tampão mucoso, as contrações rítmicas, que passam a ocorrer a cada 3 ou 4 minutos, a descida da apresentação (feto encaixa) e, às vezes, a ruptura da bolsa das águas. Neste período, pode ocorrer diminuição da amplitude da movimentação fetal.

O que fazer se a bolsa rompe?

Primeiramente, a gestante deve procurar certificar-se que realmente houve a ruptura da bolsa.Isso acontece quando ficando de pé ocorre persistência da perda líquida que molha a roupa e o chão. Neste caso, é preciso entrar em contato com o médico e procurar a maternidade.

Quais as características do líquido?

O líquido amniótico no feto prematuro é límpido como água, já no feto de termo (maduro) tem a aparência de água de coco, o cheiro lembra a água sanitária.

Como diferenciar uma contração verdadeira de uma falsa?

As contrações verdadeiras são rítmicas, a cada 3 ou 4 minutos com duração de 1 minuto cada, e dolorosas como as cólicas menstruais. As contrações falsas são irregulares e não dolorosas. Deve-se lembrar que a movimentação fetal pode ser acompanhada de leve desconforto.

O que fazer na hora das contrações para aliviar a dor?

Existem formas farmacológicas e não farmacológicas de alívio da dor. As formas farmacológicas ficam a critério médico e as não farmacológicas incluem massagem na região lombar, repouso em banheira com água morna, caminhada e técnicas de alongamento.

Quanto tempo dura o trabalho de parto?

O trabalho de parto dura de 6 a 8 horas na primeira gravidez, a partir da segunda, o período é mais curto.

A mulher deve parar de comer e beber ao entrar em trabalho de parto?

Se o parto for normal, é orientado o uso de dieta leve, se o parto for cesariana, há necessidade de 6 horas de jejum. O jejum é necessário para diminuir o risco de vômitos durante o parto, com risco de complicações anestésicas.

Quais os benefícios de um parto normal para a mulher e para o bebê?

Com as técnicas e medicamentos utilizados, ambos os partos são seguros para mãe e bebê, porém o parto normal é mais fisiológico, e com recuperação mais rápida da mãe. Para o bebê, existem os benefícios do determinismo do parto, com melhor adaptação do mesmo à vida extrauterina.

Em quais casos é indicada a cesárea?

A cesariana é indicada em casos em que a via vaginal não é indicada como nos casos de feto pélvico ou em sofrimento fetal. Se a vitalidade fetal está preservada e feto e canal de parto são compatíveis o parto normal pode ser realizado.

Depois de ter um filho por meio de cesárea, o segundo pode nascer de parto normal?

Sim. Uma única cesariana não contraindica o parto normal, porém deve ser acompanhado mais de perto. Após duas ou mais cesarianas é obrigatório realização de parto cesariana.

Quais as possíveis complicações de um parto?

As complicações mais frequentes relacionadas ao parto são as hemorragias e infecções.