Os segredos de uma gestação tranquila e segura?
As alterações hormonais são as grandes responsáveis pelas inúmeras transformações físicas e emocionais pelas quais a mulher passa na gestação. São muitas mudanças no corpo, nas sensações e também várias incertezas sobre o futuro e sobre a grande responsabilidade de cuidar de um novo ser humano, totalmente dependente da mamãe. É preciso, portanto, se adaptar e alterar hábitos para que o impacto esperado possa ser minimizado, pontua a ginecologista, obstetra e ultrassonografista Dra. Simone Zandoná Rodrigues. “Para que o final seja tranquilo e reconfortante, durante o caminho é preciso que o preparo seja adequado”, afirma.

Publicidade

De modo geral, explica a Dra. Simone, há três pilares importantes para toda a gestação: alimentação saudável, prática de exercícios físicos e preparo psicológico. Tudo isso com orientações adequadas advindas do pré-natal com seu obstetra de confiança. “Uma alimentação balanceada vai permitir o ganho de peso adequado e evitar complicações como diabetes e hipertensão. Além disso contribui para o bom desenvolvimento com os nutrientes necessários para o bebê e, após o nascimento, haverá o retorno do corpo ao estado pré-gestacional mais rapidamente”, avalia.

Os exercícios físicos também são fundamentais para que a musculatura consiga dar sustentação às mudanças que a presença do bebê exige. Junto com seu obstetra, avalie as opções mais indicadas para a gestação, pois não pode ser nada de alto impacto. A Dra. Simone completa dizendo que existe ainda uma grande necessidade de preparo psicológico, com leitura de bons livros e orientações profissionais que podem minimizar as dificuldades e inseguranças que vão se apresentar ao longo da gestação, sendo bem úteis logo que o bebê nasce, já que é uma fase de constante adaptação e aprendizado.

Em harmonia

Além de fundamental para a saúde da mamãe, pois previne e cuida de eventuais alterações que podem ocorrer na gravidez, o pré-natal cria laços de carinho e afinidade entre gestante e obstetra. “Isso sem dúvida deixa a grávida muito mais tranquila, pois sabe que o médico está ali para cuidar do seu bem mais precioso”, observa a Dra. Simone. Uma harmonia que é desejável que se estenda também para os familiares da gestante e outros profissionais envolvidos no nascimento do bebê. Isso é fundamental para que se possa atingir o objetivo, comum e prioritário para todos os envolvidos, que é o bem estar da mãe e do bebê. “Caminhemos na mesma direção, ajudando uns aos outros, e o sucesso estará garantido”.