Grupo de gestantes, participe!
Gravidez é igual a um monte de dúvidas, certo? Sim, é verdade, mas só continua com elas quem quer. Compartilhar experiências com outras gestantes é uma excelente ideia, ainda mais quando esses encontros são moderados por um profissional capacitado. A enfermeira obstetra, doula e educadora perinatal Dra. Fabiane Wille coordena grupos educativo-terapêuticos, que se encontram quinzenalmente para discutir assuntos, como modificações do organismo materno e principais desconfortos durante a gestação; gravidez e sexualidade; alterações emocionais; desenvolvimento do bebê; trabalho de parto e parto; cuidados com o bebê; amamentação; cuidados no pós-parto e resguardo; entre outros.

Publicidade

Além das discussões entre as gestantes do grupo, desde aquelas que acabaram de receber a notícia que estão grávidas até as outras que já estão “contando os dias” para o nascimento do bebê, são usadas também diversas ferramentas, como vídeos, dramatizações, jogos, técnicas respiratórias e corporais, e demonstrações práticas. “Enfim, tudo o que for necessário para que este universo do ‘gestar-parir-tornar-se mãe/pai’ vá se tornando cada vez mais familiar”, orienta. Segundo ela, as gestantes se mostram mais dispostas e interessadas em participar de atividades educativas a partir do 4º ou 5º mês de gestação.

De acordo com a Dra. Fabiane, esses grupos não têm a pretensão de serem cursos de gestantes, com carga horária e conteúdos pré-definidos. A ideia é que sejam abertos, ou seja, não há formação de uma turma específica, sendo muito bem-vinda a presença do companheiro ou de alguém da família. “O principal objetivo deste trabalho é fornecer um ambiente de apoio e orientação para compartilhamento de dúvidas, anseios e expectativas. É também um interessante espaço de formação de vínculos de confiança e afetividade não apenas entre o casal e a equipe assistente, mas também entre os próprios casais”, explica.

Parto normal

O foco do grupo é no apoio em todo o processo de gestação, parto e pós-parto, mas existe um incentivo ao parto normal e isso é feito por meio de informação e esclarecimento de dúvidas, fomentando a conscientização sobre os benefícios do parto normal para mãe e filho e os riscos da banalização de cesarianas sem indicação clínica. Porém, a Dra. Fabiane desenvolve também o trabalho de preparo para o parto normal, com uma abordagem mais aprofundada e direcionada para aqueles casais que buscam essa opção específica. “Neste caso, o assunto é discutido de maneira mais aprofundada, apresentados vídeos específicos, fazendo exercícios de preparo físico e emocional para a vivência de uma experiência de parto plena, digna e respeitosa.”