Atenção na hora de escolher a babá
Ao fim da licença-maternidade, o coração da mamãe fica apertadinho em ter que se separar do bebê por um longo período do dia. Entre deixá-lo em um berçário, na casa da vovó ou contratar uma babá, essa última opção agrega um auxílio a mais nos cuidados com o bebê não apenas no período em que você está fora de casa. Mas esta é uma escolha que exige bastante critérios para se colocar alguém de confiança para cuidar da preciosidade que é seu filho. O mais seguro é iniciar a procura em uma empresa de recrutamentos humanos que seja idônea. A Agência Higienópolis está há quase 30 anos no mercado selecionando profissionais de auxílio doméstico e já atendeu mais de 10 mil clientes. É com este know-how que a proprietária da empresa, Thatiany Paludetto, pontua critérios importantes na escolha da babá. Confira:

Publicidade

Anúncio em jornais é um método interessante para procurar uma babá?

Não. Quando chamamos um profissional por um anúncio de jornal aparece todo tipo de pessoa para concorrer à vaga mesmo sem ter os pré-requisitos básicos para a função. Sem falar na questão da segurança, pois não se sabe com qual intenção aquela pessoa chegou até a sua casa. É arriscado, pois em uma entrevista passamos a rotina da casa e expomos nossa família para uma pessoa que não sabemos de onde vem e se tem referências.

O que os pais não devem deixar de perguntar em uma entrevista com a candidata à babá?

Definir o perfil da babá é o início para o primeiro contato com as candidatas: deve-se perguntar porque a pessoa deseja ser babá, quais as razões dos afastamentos dos últimos empregos sem se esquecer de questionar sobre sua vida pessoal, se tem filhos. É importante observar se na conversa ela cita os nomes das crianças com as quais já trabalhou, porque isso mostra o grau de envolvimento que ela teve. Pergunte se a última patroa daria referências sobre ela e compare depois entrando em contato com a mesma. Outras questões também são importantes, como se toma algum medicamento ou se faz algum tratamento e também seu último salário.

Nesta entrevista é indicado que haja um primeiro contato entre bebê e a possível babá?

Depois de ter visto a profissional, de tê-la entrevistado e se você achar que ela preencheu os requisitos à vaga e as exigências citadas acima é sim indicado que haja durante o processo seletivo um contato entre babá e o bebê, pois, assim, poderão ser observados a real intenção com a criança e os aspectos de afetividade.

Quais os pré-requisitos de uma boa babá?

Os pré-requisitos de uma babá são: possuir conhecimentos do mundo infantil, conhecimento das etapas de desenvolvimento da criança, postura adequada, empatia, além de disponibilidade e higiene.

Qual a importância das referências?

As referências são de vital importância, pois é por meio delas que se pode observar o comprometimento e postura da profissional, certificando-se se os pré-requisitos são correspondidos.

Idade é um fator determinante na escolha?

A idade é um fator que deve ser analisado, porém não é determinante. Ela deve ser considerada juntamente com os outros fatores e em função da faixa etária da criança. Por exemplo: uma babá com mais idade deverá ser indicada para crianças recém-nascidas e bebês, mas nunca isoladamente. Enquanto uma babá mais jovem é indicada para criança de faixa etária maior, que requer maior esforço físico.

É indicado ter um período de teste com a babá escolhida? O que observar em relação às suas atitudes?

É indicado sim ter um período de teste para sentir o comportamento da profissional, sua higiene e a aceitação da criança com a babá e vice-versa. É interessante também que a mãe interaja nos primeiros dias juntos à babá, para passar a rotina da casa e analisar se ela está de acordo com o perfil da residência. Em relação às atitudes da babá observe se ela está sempre disposta, feliz, limpa e educada com os demais funcionários da casa, inclusive cooperando com a limpeza dos ambientes.

Quais os critérios de seleção de babás para o banco de dados da Agência Higienópolis?

A candidata se dirige à agência espontaneamente ou por meio de uma indicação apresentando seus documentos pessoais, levantamentos criminais e cíveis, comprovando sua idoneidade, além de levar referências de empregos anteriores em carteira de trabalho e comprovante de endereço. Neste momento, ela passa por uma semi-entrevista de triagem enquanto são checadas a veracidade das informações acima citadas. Se ela obtiver uma avaliação positiva em todas essas etapas, a candidata é encaminhada para a psicóloga que realiza uma avaliação emocional. Passando por esse processo com sucesso, a candidata está apta a ser encaminhada para nossos clientes.