4 dicas simples para evitar estrias na gravidez
A gestação é um dos momentos de maior realização da mulher. Mas, inevitavelmente, a gravidez muda o corpo da mãe, tanto durante, como após o parto. Daí a importância de cuidar não só do desenvolvimento do bebê nestes 9 meses, como da sua saúde e do seu corpo, a exemplo das estrias, que aparecem em cerca de 90% das mulheres após o sexto ou sétimo mês de gravidez, devido à ruptura das fibras de colágeno.
 
O Dr. Luís Felipe Maatz, cirurgião plástico, com especialização em Cirurgia Geral e Cirurgia Plástica pelo Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP, membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP) e especialista em Reconstrução Mamária pelo Hospital Sírio-Libanês; dá as dicas de como evitar as marcas tão indesejadas:
 
Controle de peso
No período da gravidez, há um aumento de peso, fazendo com que haja maior distensão do abdome e, consequentemente, o rompimento das fibras da pele. “Por isso, o cuidado com o peso é fundamental. E não só pelo lado estético, mas pela saúde do bebê e da mãe. Se houver um aumento de peso exagerado, a mulher pode ter vários problemas de saúde, podendo também afetar o bebê”, alerta o cirurgião.
 
Boa alimentação
Uma dieta saudável ajudará a manter o peso sob controle. Além disso, o consumo de alimentos com vitamina C e E, e a ingestão de líquidos para hidratação ajudam a manter a pele saudável. “Nesta fase, a mulher costuma ter os famosos desejos por determinados alimentos. Se a vontade for de comer frutas diferentes, por exemplo, não há problemas, contanto que a quantidade seja moderada, pois até certas frutas contêm muito açúcar e altas calorias, como banana e abacate. Mas, se o desejo da futura mamãe for por comidas gordurosas e com baixo valor nutritivo, como doces e frituras, é preciso atenção redobrada. Ela até pode matar sua vontade, mas em porções pequenas e esporadicamente”, orienta Luís Maatz.
Roupa apropriada
Com o aumento do tamanho das mamas e da barriga, o ideal é usar roupas adequadas, que sejam confortáveis e que não fiquem apertadas, evitando a má circulação sanguínea. O mesmo vale para os sutiãs que, além de maiores, devem ter uma sustentação, para que os seios não fiquem caídos quando voltarem ao tamanho normal. Hoje em dia, o que não falta é moda específica para gestantes.
Hidratantes
O uso de cremes e óleos específicos para grávidas é essencial para manter a pele macia, evitar manchas (comum em algumas gestantes) e as desagradáveis estrias. Para estas, o óleo de amêndoas, de rosa mosqueta e de semente de uva ainda são os mais indicados. Seja qual você for utilizar, deve ser passado na barriga todos os dias, com uma leve massagem. “Importante lembrar que estas dicas devem ser discutidas com seu obstetra, pois cada gravidez tem suas particularidades e necessidades”, finaliza Luís Felipe Maatz.

Para mais conteúdo, siga o Manual da Mamãe no Instagram @manualdamamae 

Publicidade

Acesse também nossa página no Youtube: youtube.com/manualdamamae 

Você pode contar também com o curso Estou Grávida, e Agora? São videoaulas para acabar com todas as inseguranças da gestação e dos primeiros cuidados com o bebê. Saiba mais em: www.manualdamamaeip.com