Vacinação gratuita contra meningite C é ampliada para crianças menores de 11 anos

O Programa Nacional de Imunizações (PNI), do Ministério da Saúde, ampliou a vacinação gratuita contra meningite meningocócica causada pelo meningococo C para todas as crianças menores de 11 anos, que ainda não tenham recebido o imunizante.

Anteriormente, a vacina contra a doença era disponibilizada somente para crianças menores de 5 anos pelo Sistema Único de Saúde (SUS). A medida vale até até dezembro deste ano e tem como objetivo evitar surtos da doença, além de otimizar o uso das doses da vacina, em virtude do baixo consumo nos últimos anos.

O imunizante contra a doença causada pelo meningococo C também é oferecido gratuitamente nos postos de saúde para bebês, com doses administradas aos 3 e 5 meses de idade, e um reforço aos 12 meses. Para adolescentes de 11 e 12 anos, está disponível a vacina contra os sorogrupos A, C, W e Y, em dose única.

O sorogrupo C é o de maior incidência no país, responsável por mais ou menos 60% dos casos de doença meningocócica. Além disso, os adolescentes e adultos jovens são os principais responsáveis pela transmissão da doença, em decorrência de elevadas taxas de estado de portador da bactéria meningococo em nasofaringe.

Baixa procura
Uma pesquisa realizada entre janeiro e fevereiro de 2021 revelou que, aproximadamente, 50% dos pais no Brasil, Reino Unido, Itália, França, Alemanha, Argentina e Austrália atrasaram ou cancelaram a vacinação de seus filhos contra meningite meningocócica durante a pandemia de COVID-19.

O levantamento foi realizado pela empresa de pesquisa de mercado com sede na Inglaterra, Ipsos MORI. Os resultados convergem com os dados do PNI brasileiro que apontam que, até agosto de 2021, apenas 49% do público-alvo da vacina meningocócica C cumpriu o esquema vacinal recomendado. Em 2020, a cobertura vacinal também ficou baixa, com 78%.

A doença
A meningite é uma doença que pode ser causada por diversos agentes infecciosos, como bactérias, fungos e vírus. Em geral, a mais grave delas é a meningite bacteriana e, dentre elas, se destaca a meningite meningocócica.

A meningite é uma doença que pode ser causada por diversos agentes infecciosos, como bactérias, fungos e vírus. Em geral, a mais grave delas é a meningite bacteriana e, dentre elas, se destaca a meningite meningocócica.

Os sintomas iniciais da meningite meningocócica podem incluir febre alta, irritabilidade, dor de cabeça, náusea e vômito. Na sequência, o paciente pode apresentar pequenas manchas arroxeadas na pele, rigidez na nuca e sensibilidade à luz.

Se não for rapidamente tratado, o quadro pode evoluir para confusão mental, convulsão, choque, infecção generalizada, falência múltipla de órgãos e risco de óbito.

Para minimizar todos os riscos, a vacinação desponta como a forma de prevenção mais efetiva contra a doença.

Publicidade

 

Para mais conteúdo, siga o Manual da Mamãe no Instagram @manualdamamae 

Acesse também nossa página no Youtube: youtube.com/manualdamamae 

Você pode contar também com o curso Estou Grávida, e Agora? São videoaulas para acabar com todas as inseguranças da gestação e dos primeiros cuidados com o bebê. Saiba mais em: www.manualdamamaeip.com