Uso excessivo de telas provoca aumento de casos de miopia entre crianças

Um estudo publicado na revista JAMA Ophthalmology mostrou que os casos de miopia entre crianças de 6 a 13 anos quase triplicaram no último ano. A hipótese dos pesquisadores é a de que a falta de atividades ao ar livre e o maior tempo em frente às telas, por causa das aulas remotas, tenham contribuído para esse crescimento.

Se o seu filho se mostra inseguro para explorar ambientes, levanta para chegar mais perto para ler placas ou ver televisão, por exemplo, procure um especialista.

Nos últimos meses, os tablets e computadores entraram ainda mais na vida das crianças. Na hora do lazer, quanto menos telas, melhor. Nos intervalos das aulas online, vale andar pela casa, olhar pela janela, brincar, ir ao jardim etc.

Luz natural
Os oftalmologistas afirmam que a luz natural funciona como um fator protetor contra a miopia: “Os raios de sol estimulam a produção de dopamina, um neurotransmissor que desempenha papéis importantes no cérebro. Um deles é o do equilíbrio do globo ocular, já que a dopamina regula o crescimento dos olhos.

Na falta dela, os olhos crescem mais alongados, provocando a miopia – que ocorre quando a imagem se forma antes da retina, causando dificuldade para enxergar de longe.

A acomodação da visão
Quando você era criança, ouvia da mãe para sair da frente da TV para não estragar a vista? Pois saiba que há um pouco de verdade nisso, segundo uma das teorias mais aceitas sobr o assunto. É esse o tal “near work” destacado pela OMS. 

Publicidade

A visão tem a capacidade de acomodar seu foco tanto para perto quanto para longe, mas alguns fatores podem prejudicar esta mudança, entre eles o tempo excessivo focado em objetos próximos. Essa constância excessiva no foco pode ser prejudicial e está associada à miopia.

Por conta disso, a recomendação geral é que as pessoas não passem longos períodos encarando o celular e o computador. Outra hipótese é a de que o esforço muscular de convergência para mirar o objeto próximo — repare que ficamos meio estrábicos ao olhar o celular — poderia ser prejudicial longo prazo por alterar o posicionamento natural das estruturas do olho.

Para mais conteúdo, siga o Manual da Mamãe no Instagram @manualdamamae 

Acesse também nossa página no Youtube: youtube.com/manualdamamae 

Você pode contar também com o curso Estou Grávida, e Agora? São videoaulas para acabar com todas as inseguranças da gestação e dos primeiros cuidados com o bebê. Saiba mais em: www.manualdamamaeip.com