Pode pintar o cabelo de criança?

Minha filha quer fazer mechas coloridas no cabelo, e agora? Se ela tem mais de 12 anos, não há porque proibir. Não sem antes saber que os adolescentes estão vivendo sua construção de identidade e é importante que os pais conversem e ponderem sobre isso para que a decisão de colorir os fios não seja tomada repentinamente. Fisicamente, é a partir dos 12 anos que o couro cabeludo começa a ficar mais resistente a alergias e os fios mais fortes para aplicação de tinturas. Decidiu pintar? O primeiro passo, portanto, é procurar um profissional capacitado para fazer um bom trabalho e evitar danos aos fios.

Publicidade

Então, o que observar?

Dê preferência para as tintas semipermanentes. Elas podem ser aplicadas tanto em cabelos descoloridos como em cabelos virgens e agridem menos os fios. Sai depois de vários dias ou semanas, apenas com lavagens comuns. Lembrando que a aplicação desse produto deve ser realizada em salões de cabelereiro por um profissional qualificado.

O profissional deve realizar um teste de alergia antes de aplicar a tintura. Mesmo as tintas semipermanentes carregam químicas, portanto, um teste de alergia evitará que ocorram danos no cabelo da adolescente e também uma reação alérgica, já que a pele do couro cabeludo e os próprios fios são mais sensíveis e frágeis.

Escolha a cor conforme a tonalidade natural dos fios. A regra geral usada é que o tom do cabelo deve ser sempre mais claro que o tom da tintura. Sendo assim: cores pastel, como algodão-doce rosa ou azul-celeste, precisam que o cabelo seja mais claro para ser perceptível. Em cabelos mais escuros, tons como azul marinho, vermelho vibrante ou esmeralda fluorescente ficam mais evidentes.

É importante destacar que quanto mais tarde a criança começar a aplicar qualquer tipo de química nos cabelos, mais tarde ela precisará de outros cuidados para recuperar os fios de danos.

Para os menores

Existem sprays a base de água, que funcionam quase como um talco. Sai com água e não é prejudicial ao couro cabeludo. Usar papel crepom nem pensar, ele solta uma tinta que tem muito metal, é muito difícil de remover e pode manchar o cabelo. Depois de usar o spray é preciso lavar no dia seguinte. É seguro, não é caro, e não é alérgico. Mas fica o alerta: a tinta pode sair na fronha e lençol.

 

Para mais conteúdo, siga o Manual da Mamãe no Instagram @manualdamamae 

Acesse também nossa página no Youtube: youtube.com/manualdamamae 

Você pode contar também com o curso Estou Grávida, e Agora? São videoaulas para acabar com todas as inseguranças da gestação e dos primeiros cuidados com o bebê. Saiba mais em: www.manualdamamaeip.com