Grávida pode comer chocolate?
"Grávida pode comer chocolate?" ou "Chocolate provoca enjoo?" são dúvidas bastante comuns das gestantes. O fato é que a maioria das mulheres amam chocolate e sentem um misto de prazer e alívio imenso ao comer. Porém, quando a mulher fica grávida, ela deixa de preocupar somente com sua saúde, ela passa a se preocupar com a saúde do bebezinho que está ali em sua barriga. E para ajudá-las a esclarecer essas dúvidas, o Manual da Mamãe traz algumas informações muito importantes.

Publicidade

"Estou grávida, quanto chocolate posso comer?"

O chocolate é um alimento calórico, com altas concentrações de gordura e açúcar e o sobrepeso durante a gravidez não é nada bom e pode, inclusive, desencadear a diabetes gestacional. O recomendado é que o consumo diário não ultrapasse 30 gramas ou um bombom. Se você está com desejo, um pedacinho não vai fazer mal, mas é preciso moderação.

"Chocolate na gravidez provoca azia?"

É muito comum vermos gestantes se queixarem de azia e enjoo quando consomem chocolate. E elas estão corretas. O chocolate é rico em açúcar e gordura. O açúcar em excesso provoca fermentação que agrava a típica acidez gástrica da gravidez. A gordura relaxa o esfíncter do estômago e favorece a sensação de enjoo.

"Chocolate diet é melhor para a grávida?"

Isso é mito. A gestante pode comer o chocolate diet acreditando que ele é melhor para sua saúde por não conter açúcar. Entretanto, o tipo diet pode ser tão calórico quanto o chocolate comum e pode ser até mais gorduroso. Uma dica para as gestantes é substituir o chocolate comum pelo meio amargo, pois por causa de sua alta concentração de cacau, sua propriedade nutricional é melhor. Os chocolates mais amargos têm menos açúcar, leite e gordura na fórmula. O pior tipo é o branco, que é mais gorduroso.

Dica para as gravidinhas

Deixe para comer chocolate quando já estiver saciada, quando a fome for menor, pois assim, você acabará ingerindo uma menor quantidade.

Uma boa alternativa é sempre ter um alimento doce como gelatina, cereais, coalhadas, etc.