Crianças podem ter herpes?
Você sabia que mais de 85% da população é portadora do vírus da herpes? Ele fica adormecido apenas esperando uma fragilidade imunológica para se manifestar, e quando isso acontece em crianças, a situação se torna ainda pior. O ato de beijar o filho na boca só aumenta mais a chance de transmissão do vírus, e por isso, as mídias retratam tanto a contenção dessa prática.Quando apresentada em recém-nascidos, na maioria das vezes, manifesta em forma de estomatite herpética (lesões em forma de aftas na mucosa da boca e na gengiva) ou até em lesões semelhantes a bolhas, espalhadas pela boca, bochechas e queixo. Diferente do que acontece com os adultos, o vírus pode causar danos no fígado, cerébro e levar até a morte da criança, quando não tratado no ínicio.

Publicidade

A doença pode aparecer em dois tipos: 1, quando expressa apenas nos lábios e 2, nas áreas genitais e labiais. Assim, com o tipo 2, se torna possível a transmissão mãe para filho diante do parto, o que acontece em 10% dos casos. Mas, mesmo assim, todo cuidado é pouco. Há ainda, 5% de casos em que crianças adquirem herpes dentro do útero. Fique atento e a qualquer sintoma seu ou do seu filho, procure um especialista para um tratamento adequado!