Criança morre por suspeita de meningite em Goiânia e deixa pais preocupados
A Secretaria Municipal de Saúde de Goiânia investiga a possível morte de um menino de 9 anos por meningite. A criança morreu no último sábado em um hospital privado da capital, com sintomas compatíveis com os da doença, como febre, dor de cabeça, náusea, vômitos e manchas pelo corpo. Se confirmada, será a quarta morte por meningite em Goiânia. A informação deixou muitos pais preocupados.

Publicidade

No entanto, o órgão afirma que não há motivo para pânico. Este ano, foram registrados 32 casos de meningite, com três mortes confirmadas. Já em 2018 foram oito óbitos. “Não é momento de pânico de jeito nenhum. Os dados nos mostram que não é surto nem epidemia”, disse a superintendente em Vigilância em Saúde, Flúvia Amorim em entrevista ao site G1 Goiás.

Diante do possível caso da doença, a SMS realizou um levantamento e orientou a administração de antibióticos a quem teve contato mais próximo com o garoto, como familiares e colegas de turma na escola.

Vacinas

Aos pais que estão preocupados com um possível surto da doença, Flúvia explica que a forma mais eficaz de prevenção é a vacinação. Estão disponíveis no calendário de vacinação da criança do Programa Nacional de Imunização as vacinas meningocócica conjugada sorogrupo C, pneumocócica 10-valente (conjugada), pentavalente e BCG.

Além das citadas acima, a rede privada oferece vacinas para os tipos A, B, C, W e Y. Geralmente, as vacinas são dadas de duas formas: uma vacina conjugada, que como o nome diz, cobre os tipos A, C, W e Y. E uma vacina para o tipo B.

Quando tomar a vacina?

BCG (contra a meningite turberculosa): uma dose ao nascer

Pentavalente (contra meningite causada pela bactéria Haemophilus influenzae B): doses aos dois, quatro e seis meses de vida

Meningocócica C (contra meningite causada pela bactéria Neisseria meningitidis sorogrupo C): doses aos três e cinco meses, reforço com um ano. Adolescentes de 11 a 14 anos devem receber dose única como reforço.

Pneumocócica 10 (contra meningite causada por dez sorotipos do Streptococcus pneumoniae): doses aos dois e quatro meses e reforço com um ano.

 

Onde se vacinar em Goiânia?

CEDIPI - (62) 3281-5544 (não divulgou valores à reportagem)

CLIMIPI - (62) 3281-3608 (não divulgou valores à reportagem)

GOIÂNIA VACINAS - (62) 9.8222-0002 (não divulgou valores à reportagem)

INSTITUTO IMUNO ALERGO - (62) 3256-2030 (não divulgou valores à reportagem)

 

Confira também:

https://www.youtube.com/watch?v=NMnRh2ny_YA&t=7s