Criança é "abandonada" em praça por padrasto
Uma menina de 2 anos de idade foi encontrada pelo Conselho Tutelar “abandonada” pelo padrasto, em uma praça de Goiânia, no último domingo (12). A menina estava sozinha no local enquanto o homem dormia no chão, próximo de onde a enteada brincava. A polícia militar acionou o Conselho.

Publicidade

Ao chegar no local, ela constatou que a criança ficou sem cuidados de um adulto por cerca de 4 horas, pois o padrasto, que era responsável pela garota e apresentava sinais de embriaguez, dormiu na rua.

“Nós a encontramos toda suja, defecada, cheia de carrapicho e escoriações pelo corpo. Ela não havia sido alimentada e tiveram, inclusive, que comprar comida para a criança. A menina foi completamente exposta a riscos visto que há muita movimentação de carro no local. Havia, também, o perigo de alguém passar e levá-la. Houve muita negligência”, disse a conselheira Érika Reis ao Mais Goiás.

Ao encontrar a mãe da criança e a irmã gêmea da vítima, Érika reparou o mesmo nas duas. As crianças e a mãe foram encaminhadas ao Instituto Médico Legal (IML) de Goiânia, onde passaram por exames. As duas meninas foram deixadas aos cuidados da avó materna, por segurança.

Segundo a Polícia Civil, o padrasto foi ouvido, registrado um Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO) pela negligência e liberado em seguida.