5 mentiras de crianças
As mentiras fazem parte do crescimento das crianças, porém os pais devem estar desde cedo atentos para ajudar seus filhos e interromper esse comportamento.  As crianças começam a mentir por volta dos 2 anos, dos 4 aos 6 anos são as idades em que mais mentem, em geral para tentar esconder algo de errado que fizeram. Saiba quais são as mentiras mais comuns e o que fazer.

Publicidade

1. "Foi ele quem quebrou o meu brinquedo"

As crianças podem colocar a culpa em outra pessoa de algo que tenham feito por medo dos pais brigarem ou mesmo por querer ver a culpa cair sobre o outro. Antes de julgar seu filho, apure a situação e converse com ele. Se o comportamento se repetir é preciso que o pai repreenda.

2. "Não quero ir para escola. Estou com dor de barriga"

São desculpas comuns quando elas não querem fazer algo. Converse com seu filho para entender os motivos, muitas vezes ele não está gostando da escola ou não gostou de alguma situação que passou. As crianças podem também ter receio de deixar os pais e a casa que considera segura e confortável.

3. “Eu já escovei os dentes”

Quando os pais perguntam se os filhos já cumpriram algum dever eles podem mentir porque não querem fazer. Mais uma vez lance mão do diálogo e explique a importância da tarefa e que uma ordem do pai deve ser obedecida.

4. “Não fui eu”

Em algumas fases as crianças começam a negar tudo. Faça algumas perguntas para saber se foi ou não foi seu filho quem fez algo. Corriga-o se for necessário e dê sempre bons exemplos.

5. “Eu vi o Papai Noel”

As crianças podem fantasiar histórias em suas cabeças, não sendo necessariamente uma mentira. Nos primeiros anos, as mentiras são uma mistura de fantasia e descoberta da independência de pensamento, por isso os detalhes vão se tornando mais aprimorados. É saudável que ela brinque e desenvolva a linguagem e seu pensamento. , mas os pais precisam estar atentos se esse mundo ilusório não atrapalhe o mundo real em que a criança vive.