Como a alimentação pode prejudicar a saúde bucal da criança?
Do momento do nascimento até o sexto mês de vida os bebês devem ser alimentados exclusivamente com leite materno, segundo recomendação da Organização Mundial de Saúde (OMS). A partir de então é realizada a introdução gradativa de alimentos necessários para o seu desenvolvimento. Apesar de atualmente se falar muito nos malefícios do açúcar para a saúde em geral e das orientações das entidades médicas e nutricionais de que esse alimento não deve ser introduzido antes dos 2 anos de idade, a odontopediatra Dra. Fernanda Bello e outros especialistas em saúde infantil veem em seus consultórios que muitos bebês são apresentados aos doces em idades muito precoces.

Publicidade

Além de a introdução precoce ao açúcar poder ocasionar problemas de saúde como diabetes, obesidade e alterações cardiovasculares, na questão de saúde bucal, uma dieta rica em açúcares é fator de risco para o desenvolvimento de cárie dentária. O açúcar, em especial a sacarose, facilita a adesão das bactérias aos dentes e serve de alimento para estas, que produzem ácidos e desmineralizam a estrutura dentária.

“Temos que levar em consideração também que nesta fase é comum o relato de pais dizendo que seus filhos pequenos não os deixam escovar seus dentes ou choram muito ao fazê-lo, o que dificulta uma correta higiene bucal. Sendo assim, a combinação de dieta com açúcar e escovação ineficiente é causa de risco elevado à formação de cárie dentária”, alerta a Dra. Fernanda.

Ainda, os açúcares escondidos em alimentos que parecem ser nutritivos, os horários de ingestão e a textura dos alimentos conferem maior ou menor risco à carie. Os que ficam aderidos ao dente por mais tempo são mais cariogênicos. Os dados no período noturno, quando o fluxo salivar é menor, ficam mais tempo aderidos ao dente aumentando a chance de cárie. “Uma situação muito comum na infância é a cárie associada à mamadeira ou ao hábito de ingerir alimentos açucarados antes de dormir ou durante a madrugada. Por isso, depois de mamar tem que escovar os dentes!

Um relato detalhado da rotina alimentar do bebê, para identificação de riscos e orientações, deve fazer parte da consulta com o odontopediatra”, orienta a especialista.

O doce ou açúcar é muito associado ao carinho e ao afeto e por isso as crianças costumam ganhar balas e pirulitos quando cortam o cabelo, quando encontram os avós, tios, nas lembrancinhas de aniversário, depois da vacina... “Realmente é difícil ficar imune a tantas ofertas, porém em se pensando em saúde geral e bucal, o investimento deve ser em uma alimentação saudável. E depois da consulta com o odontopediatra também tem brinde - e não é pirulito!”, brinca a Dra. Fernanda.