A importância da avaliação oftalmológica na infância
Você pode estar se perguntando: por que é tão importante levar meu filho a um oftalmologista desde o nascimento? A visão é um sentido nobre e qualquer anormalidade que a prejudique poderá causar sérias dificuldades no desenvolvimento psicomotor da criança. Por isso, esse assunto merece atenção especial e acompanhamento durante toda a infância. A oftalmopediatra Dra. Simone Gonzales Costa alerta que a criança pode não dar muitas pistas quanto a possíveis problemas visuais, pois ela não tem parâmetros de normalidade para comparação, podendo não apresentar queixas. Então, é de fundamental importância o acompanhamento periódico realizado pelo especialista.  Esclareça, a seguir, as dúvidas mais frequentes referentes à visão do seu filho:

Publicidade

Todo recém-nascido precisa de uma consulta com o oftalmologista?

Todo recém-nascido de 38 a 42 semanas de gestação deve ser submetido já na maternidade ao Teste do Olhinho pelo pediatra, também chamado de teste do reflexo vermelho. Esse teste é capaz de detectar algumas doenças do olho, tais como catarata e glaucoma congênitos. Em caso de ausência deste reflexo, o pediatra deverá encaminhar o recém-nascido ao oftalmologista para uma avaliação completa. Ainda, todo prematuro ou bebê que permaneceu entubado por tempo prolongado deve ter uma avaliação oftalmológica entre 4 e 6 semanas de vida, muitas vezes ainda no hospital, seguida de acompanhamento periódico pelo oftalmopediatra no consultório.

Como a visão da criança se desenvolve?

A criança não nasce enxergando: ela vai aprender a enxergar. A visão do recém-nascido é muito baixa no primeiro mês de vida, porém se desenvolve rapidamente. Aos três meses, o bebê já consegue seguir e fixar objetos, porém até o quarto mês é comum observar desvios intermitentes. A partir do quarto mês, a criança deve manter um bom alinhamento dos olhos. Cerca de 80% da visão se desenvolve até os três anos de idade, terminando seu desenvolvimento em torno dos 8 ou 9 anos. É nessa fase que todos nós aprendemos a enxergar. Qualquer problema não diagnosticado e tratado nesse período causará baixa de visão irreversível na vida adulta. Na suspeita de desvios oculares, leve seu filho ao oftalmopediatra.  Existem vários tipos de estrabismos, e somente um especialista poderá orientar a melhor forma de tratamento.

Qual deve ser a periodicidade das consultas ao oftalmopediatra?

A criança deve ser examinada rotineiramente a cada seis meses nos dois primeiros anos de vida, e, então, anualmente até os 10 anos.

O que é ambliopia?

É um termo usado para casos de visão baixa em um olho que não se desenvolveu normalmente nos primeiros anos de vida. Também chamado de olho preguiçoso, ocorre geralmente em um olho, enquanto o outro se desenvolve normalmente. Para tratar a ambliopia não basta apenas corrigir a causa (catarata, estrabismo, ptose ou erros de refração), é preciso ensinar o olho preguiçoso a enxergar com o uso de oclusores.

O meu filho tem dificuldade em aprender a ler. Isso pode ter relação com a visão?

A leitura nos parece algo tão simples porque realizamos com muita facilidade, não é?  Entretanto, é a habilidade mais difícil e complexa que a espécie humana já desenvolveu.  Durante uma leitura, ativamos simultaneamente sistemas neurológicos, visuais, motores e auditivos. A abordagem dessa criança, portanto, é multidicisplinar. A avaliação oftalmológica deve ocorrer o mais precocemente possível para afastar problemas visuais como causa. Porém, mesmo diante de um exame oftalmológico normal, algumas crianças poderão se beneficiar com o uso de filtros coloridos durante a leitura, que serão determinados após a realização de testes específicos de processamento visual. Muitos pacientes chegam tardiamente em nosso consultório. Por isso a importância de conscientizar pais e profissionais para um diagnóstico e tratamento precoces, colaborando para um desenvolvimento saudável do seu filho.

 

Cuide da visão do seu filho

 

  • Nas irritações oculares, não use água boricada, leite materno ou de torneira nos olhos do bebê. Isso poderá piorar o quadro pelo risco de contaminação.
  • O estimulo luminoso é importante para o desenvolvimento visual adequado. Procure deixar o quarto escuro só à noite, que é a hora de dormir. Em crianças maiores, estimule atividades ao ar livre e durante a leitura sempre ilumine bem o local. Mas prefira a luz do dia como fonte de iluminação.
  • O uso abusivo de celulares e computadores poderá interferir no desenvolvimento visual adequado. Portanto, é importante colocar limites.
  • Realize consultas periódicas com o seu oftalmopediatra.