Gordura e cicatriz da cesárea
Após a gestação, muitas mulheres acabam brigando com o espelho. Grande parte delas sofre com as gordurinhas localizadas na cintura, barriga ou nos culotes, que não desaparecem nem mesmo com a mais rígida dieta. Para solucionar o problema, existe um procedimento menos invasivo e alternativo à lipoaspiração convencional: a Hidrolipoclasia aspirativa, conhecida também como minipolo. Ela combate a gordura localizada, é realizada em todas  as regiões do corpo que acumulam gorduras (barriga, lateral, culotes, face interna da coxa, etc). Para saber mais sobre este assunto e sobre como a aplicação de laser pode tratar as indesejadas cicatrizes das cesarianas, o Manual da Mamãe consultou o Dr. Weder Willian, formado em medicina pela Universidade Federal de Goiás e pós-graduado pelo instituto Superior de Ciência da Saúde.

Publicidade

 

Uma alternativa de tratamento das gorduras localizadas,  a hidrolipoclasia aspirativa (HLPA) aos poucos está se tornando um procedimento consagrado. Quais são os benefícios da técnica em relação a uma lipoaspiração convencional?

A hidropolipo, sendo um procedimento menor que a lipoaspiração convencional, necessita de menor tempo de recuperação e traz mais praticidade na volta às atividades corriqueiras. A nova técnica é menos dolorida, tem um pós-operatório mais curto e deixa menos hematomas do que a sua "irmã" mais velha.

 

Em que consiste o procedimento?

A hidrolipo aspirativa nasceu da junção de duas técnicas: a microlipoaspiração, cirurgia que revolucionou a Medicina Estética, e dispensa apresentações, e a hidrolipoclasia não-aspirativa. A hidrolipo atual é feita pelo seguinte método: o médico aplica injeções de soro fisiologico na região a ser tratada, e em seguida aplica uma ultra som. O soro faz com que as células de gordura fiquem inchadas, tal como uma bexiga cheia de água. O ultra-som aplica na sequencia, emite vibrações que provocam a ruptura da células gordurosas. Em seguida a região é aspirada, ganhando  contorno da área.

 

O hidrolipo pode realmente realizada em consultório médico ou é preciso um Centro Cirúrgico?

Mesmo sendo um procedimento localizado, feito com anestesia local e não necessitando de internação, a hidrolipoclasia aspirativa é realizada obrigatoriamente em centro cirúrgico, pois qualquer procedimento invasivo traz riscos de infecção. A realização dentro do centro cirúrgico minimiza este risco.

 

Que resultados se pode esperar deste tipo de técnica em relação à perda de medidas?

Os resultados dependem da região e da quantidade de gordura, mas, em geral, é possível ganhar o contorno corporal bem definido na área. Vale ressaltar que a hidrolipo tem i poder de resolver gordura localizada. Se a paciente perdeu o contorno corporal, a aspiração pode devolvê-lo.

 

Como (a)o paciente consegue visualizar e optar entre a hidrolipo e a lipoaspiração?

A lipoaspitação e a lipoescultura pode redesenhar todos os contornos corporais da pessoa, pode mudar o desenho do braço, das costas, aumentar o glúteo, tudo em uma única cirurgia. A hidrolipo pode mudar o contorno corporal de uma área localizada, como por exemplo, das gorduras laterais que, mesmo com dietas e exercícios, ficam sobrando,  ou uma barriguinha que anda incomodando. A hidrolipo não substitui lipoaspiração ou lipoescultura. Trata-se de um procedimento menor que resolve áreas localizadas.

 

A hidrolipo só funciona em pessoas mais magras?

As aspirações de gordura seja lipo ou hidrolipo, não servem para emagrecer e sim para acentuar contornos corporais. Pacientes que estejam muito acima do peso têm que emagrecer para conseguir resultados satisfatórios. É a velha máxima: não existe nada milagroso, dieta e exercícios são sempre necessários quando se fala em contorno corporal.

 

E quanto ao pós-operatório, qual a diferença entre a lipoaspiração e a hidrolipo?

Por ser um procedimento menor e não haver internação, em torno de quatro dias já é possível  voltar às atividades normais.

 

Quem não pode utilizar a técnica?

As únicas pessoas que não podem se submeter à HLPA são mulheres grávidas, portadoras de doenças crônicas descompensadas (como diabetes, hipertensão, por exemplo) ou que sejam alérgicas à anestesia. É indicada, principalmente, para pessoas que não possuem acúmulos muito grandes de gordura, já que é realizada como microcânulas diferentes das usadas numa lipoaspiração convencional. Enfim, a técnica é ideal para pacientes que estão próximas do seu peso de base e que não conseguiram eliminar gordurinhas localizadas, mas que praticam atividade física e não exageram na alimentação.

 

Outro problema que incomoda a mulher que já passou por uma gestação é a cicatriz de cesariana. O que a medicina estética tem hoje para ajudar a solucionar esse problema?

Uma cicatriz inestética de cesariana é realmente a razão de muitas queixas no consultório. Hoje, a tecnologia traz várias formas de tratamento. A aplicação de laser é uma ferramenta importantíssima na melhoria de qualidade da cicatrização. Logo após o parto, iniciam-se as aplicações, melhorando a cicatrização da área, impedindo a formação de uma queloide ou cicatriz inestética. Para quem já apresenta uma cicatriz antiga há outras formas de tratamento, inclusive, o laser hoje é um dos melhores tratamentos para rejuvenescimento da face.