Taís Araújo revela ter sofrido dois abortos
A atriz Taís Araújo, 38 anos, mãe de João Vicente, 5 anos, e Maria Antônia, 2 anos, revelou, em entrevista a revista Marie Claire, que já sofreu dois abortos e teve muito medo de morrer nos partos, principalmente da filha mais nova. Casado com o ator Lázaro Ramos, a atriz contou como essas situações foram difíceis e como conseguiu superar.

Publicidade

Taís contou que engravidar sempre foi um prazer para ela. Sua primeira gestação foi planejada e ela estava bastante tranquila. Já na segunda gestação, ela não tinha se planejado. Ela usava DIU e quando tirou, achou que fosse engravidar seis meses depois. Só que ela engravidou já no mês seguinte. Daí precisou dar a notícia para a equipe da novela que ela estava gravando, do filme que ela havia sido convidada, enfim... Teve que mudar todos os seus planos. Mudou de casa, depois quis reformar. Fez várias "maluquices que as grávidas fazem", como ela mesma disse.

Já se preparou para o parto? Clique aqui e veja detalhes importantes!

Na gestação do João Vicente, Taís queria muito parto normal, mas ao visitar uma maternidade, ficou com medo. Como a sua irmã, Cláudia Araújo, é obstetra, ela ligou para ela e pediu para que fizesse seu parto. Mas como Cláudia mora em Brasília, e por isso precisaria ser cesárea para tê-la no dia marcado. Taís preferiu não arriscar e marcou o parto com a irmã. Ela conta que sentiu muita pressão por parte dos defensores do parto normal. Mas foi uma escolha dela e que merece respeito. "Isso não faz uma mulher mais mãe do que outra", disse.

Os dois partos da Taís foram cesáreas. E ela conta que sentiu medo nos dois. No segundo parto, antes de entrar para sala de cirurgia, o filho dela pediu para ela não ir. Nesse momento, a atriz falou para o Lázaro: "Se eu morrer, deixa a minha mãe te ajudar com as crianças". Ele respondeu: “Pelo amor de Deus, isso é hora de falar uma coisa dessas?”. Felizmente, deu tudo certo!

O primeiro aborto de Taís foi na gestação do primeiro filho, o bebê que ela perdeu seria gêmeo do João. Com dois meses, ela descobriu que ele não tinha batimentos cardíacos, mas, felizmente, o corpo dela absorveu o feto. Mesmo assim, ela conta que foi muito sofrido, teve muito choro. Mas o maridão Lázaro conversou com Taís e disse que tinha uma criança dentro dela que precisava dela inteira. E assim, ela conseguiu superar. Já o segundo aborto foi um ano antes de engravidar da Maria. Taís tentava o segundo filho e com um mês e poucos dias de gestação, ela teve um sangramento, sentiu dor e perdeu o bebê. Essa segunda perda foi mais difícil, Taís ficou arrasada, mas segurou a onda, e hoje está muito feliz com sua família!

 

 

Após dois anos sem Cristiano Araújo, Elisa fala pela primeira vez como é criar Bernardo sem o pai

https://www.youtube.com/watch?v=AHdtK6tVc-E