Sogros fazem teste de DNA em bebê sem mãe saber
Uma mãe de 22 anos compartilhou uma história que causou revolta no fórum online Reddit no início da semana passada. Segundo ela, seus sogros fizeram um teste de paternidade no neto sem seu consentimento para saber se o filho realmente é o pai do bebê.

Publicidade

Ela contou que já teve alguns problemas com os pais do namorado. "Ele vem de uma família de classe muito alta e eu não", contou.

Confira o desabafo completo postado por ela:

"Meu namorado e eu estamos juntos há 4 anos. Nesse tempo, tivemos nossas crises como qualquer outro casal, mas acho que o maior problema são os pais dele. Ele vem de uma família de classe muito alta e eu não. Nós nos conhecemos quando ele estava na faculdade e eu era apenas uma garçonete. Então, os pais sempre pensaram que eu me envolvi com ele apenas por dinheiro. Há 6 meses, dei à luz uma menina linda, mas que não foi planejada. Meu sogros ficaram visivelmente chateados com isso e, desde a gravidez, fazem questão de dizer que não acham que o bebê é do filho deles. Meu namorado fez o possível para contê-los, mas eles são pessoas verdadeiramente insuportáveis ​​e nunca conseguiram ficar de boca fechada.

Quando nossa filha nasceu, levou algum tempo para que eles se tornassem verdadeiramente avós. Nesse momento, eles começaram a se oferecer para ficar com ela para que descansássemos e nos ajudaram a comprar as coisas que ela precisava. Sempre a devolveram com novas roupas, mamadeiras e brinquedos. De qualquer forma, algumas semanas atrás, meu namorado chegou em casa muito mal-humorado. Perguntei o motivo e, no início, ele relutou para contar. Mas, depois, ele decidiu que seria melhor se eu soubesse. Ele me disse que seus pais deixaram escapar que haviam levado nossa filha para fazer um exame de DNA cerca de um mês depois que ela nasceu. E é claro que os resultados confirmaram que meu namorado é o pai dela, mas ele ficou chateado por eles terem feito algo assim sem o nosso consentimento.

Às vezes, não vou mentir, minha raiva me aterroriza, mas, neste momento, eu estava tranquila. Liguei para os pais dele e, imediatamente, falei que eles não fariam mais parte das nossas vidas. Eu disse a eles que não precisava do dinheiro deles e que fiquei com nojo por terem se rebaixado tanto. Falei que não queria minha filha perto de pessoas que pensavam tão pouco de mim e, obviamente, apenas tentariam convencê-la do absurdo que pensam sobre mim. Eles pediram desculpas e disseram que queriam apenas o melhor para o filho e que eu não podia culpá-los por tentarem ser bons pais.

No final, eu desliguei o telefone tentando me convencer de que eles tinham todas as razões do mundo para fazer esse teste sem a minha permissão. Meu namorado entende meus motivos, mas está me implorando para que eu reconsidere, pois eles o ajudam muito e, é claro, ama seus pais — mesmo sabendo que eles são péssimos. Só acho que não devo deixar minha filha perto deles, concordam?"

Polêmica

A história causou polêmica no fórum online. "Eles submeteram seu recém-nascido de um mês a um procedimento médico desnecessário que eles não tinham o direito legal de fazer. Honestamente, eu descobriria onde eles a levaram e os processava por enfiar agulhas em um bebê sem o consentimento dos pais", disse uma pessoa.

"Eles tentaram usar uma criança como arma contra você", afirmou mais uma. Mas outro pediu que ela refletisse: "Quando você tem um filho e ambos têm a guarda da criança, precisam tomar as decisões juntos. E mesmo que os avós sejam horríveis, cortá-los da vida de sua filha a afetará para sempre", escreveu.

A mãe não contou em que país mora nem identificou-se.

Com informações da Revista Crescer

Imagem meramente ilustrativa