Quando a Covid-19 pode ser mais grave em crianças?

Vários estudos já demonstraram que a maioria das crianças que contraem o vírus apresentam um quadro leve da doença. Poucas precisam internação hospitalar e, mesmo dentre estas, a grande maioria se cura sem nenhuma sequela. O quadro mais preocupante nos pequenos, segundo especialistas, é quando há dificuldade para respirar.

Publicidade

Esse é um sinal de alerta que, se for identificado, indica que deve-se levar a criança para um Pronto Socorro para que seja avaliada.

Outros sintomas, como febre prolongada, manchas vermelhas na pele, conjuntivite não purulenta, língua bem vermelha, lesões ao redor da boca e perianais, edema de mãos e pés, diarreia e aumento dos gânglios do pescoço também merecem atenção, pois podem caracterizar a síndrome de Kawasaki, a qual trata-se de um quadro que pode ocorrer em decorrência da Covid em crianças relatado principalmente na Inglaterra e nos Estados Unidos.

O diagnóstico deve ser feito por um médico e exames laboratoriais podem avaliar o estado geral da criança.

Cuidados

Se seu filho testar positivo para Covid-19 deve guardar o tempo de quarentena de 14 dias, a contar desde o primeiro dia do primeiro sintoma.

Se houver alguém do grupo de risco na mesma casa, deve-se avaliar se esta pessoa pode ficar com outros familiares ou amigos. Se não puder, uma solução seria que esta pessoa do grupo de risco ficar isolada em outro cômodo, fazendo o possível para manter uma distância social da criança, já que é mais difícil limitar o espaço da criança.