Com pouco tempo de vida, mãe decide dar uma irmã para a filha

A britânica Catherine Reeve, 39 anos, decidiu engravidar novamente para dar uma irmã para filha após saber que tinha pouco tempo de vida. Ela descobriu que estava com um tumor cerebral agressivo e que provavelmente viveria somente mais 5 anos.

Publicidade

Ela e o marido Steve, 44 anos, já desejavam ter outro bebê. Porém, após o diagnóstico da doença, eles acabaram adiando os planos de ter mais um filho. Eles não tinham certeza de que Catherine poderia engravidar depois da quimioterapia.

Em fevereiro do ano passado, Catherine descobriu que estava grávida e deu a notícia a sua filha Rose, que ficou extremamente feliz. A segunda filha, Skye, nasceu de uma cesárea e ficou 48 horas em observação para se certificarem que estava tudo bem com ela. E estava.

"Rose adora sua irmãzinha e quer abraçá-la o tempo todo - eu queria desesperadamente dar a ela o presente mais precioso, que é um irmão, para que ela não ficasse sozinha quando eu me for. A Skye trouxe tanta alegria... O câncer te rouba tantas coisas, por que deveria roubar também o sonho de completar sua família?", disse Catherine ao The Sun.

A decisão de ter mais um filho diante dessa realidade deixou Catherine com o sentimento de culpa. “Sinto um pouco de culpa por que trouxe outra criança ao mundo, sabendo que não viverei para vê-la crescer e vou deixá-la sem mãe”... “Não sei por quanto tempo estarei por aqui e tenho alguns momentos sombrios pensando nisso. Mas tento não insistir porque, se fico consumida pelo medo do futuro, não consigo aproveitar o tempo precioso que temos agora. Sempre tentei viver o agora e tive que melhorar muito nisso desde o meu diagnóstico. Skye é muito amada e sei que continuará sendo quando não estiver mais aqui", disse ela.

 

 

Para mais conteúdo, siga o Manual da Mamãe no Instagram @manualdamamae 

Acesse também nossa página no Youtube: youtube.com/manualdamamae 

Você pode contar também com o curso Estou Grávida, e Agora? São videoaulas para acabar com todas as inseguranças da gestação e dos primeiros cuidados com o bebê. Saiba mais em: www.manualdamamaeip.com

Publicidade